PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Curso debate poluição e gestão ambiental

22 de julho de 2010 - 10:38

 
O Curso de Especialização em Vigilância em Saúde Ambiental realiza, no período de 28 a 30 de julho, a Unidade V do Módulo VI, cujo tema enfoca a “Vigilância em Saúde Ambiental: modelos e formas de atuação”. O curso é promovido pela Coordenadoria de Pós-Graduação em Vigilância da Saúde da Escola de Saúde Pública do Ceará (ESP-CE), em parceria com a Coordenadoria de Promoção da e Proteção Saúde da Secretaria da Saúde do Ceará (SESA).

A Unidade V do Módulo VI abordará questões relacionadas às populações expostas à poluição do ar e repassará informações sobre Vigilância em Saúde Ambiental como ferramenta em gestão dos riscos ambientais.

Esse módulo contará com a presença do técnico Luiz Belino Ferreira Sales, do Departamento de Vigilância em Saúde Ambiental e Saúde do Trabalhador do Ministério da Saúde.

Segundo a coordenadora do curso, Laécia Gomes, nesse módulo será focalizada a questão ambiental relacionada à poluição atmosférica e como é realizada a gestão da informação considerando a abordagem dos fatores de risco à saúde humana advindos da alteração dos padrões de qualidade do ar.

Dessa maneira, acrescenta ela, “esperamos contribuir no avanço da compreensão teórica dos desafios e possibilidades de atuação da Vigilância em Saúde Ambiental relacionada à dimensão atmosférica, com vistas a fornecer elementos que possam ser aplicados na prática profissional mediante a utilização de novos mecanismos e instrumentos de abordagem de base territorial”.

Os objetivos de aprendizagem desse módulo consistem em habilitar aos participantes para: Compreender o conceito de desastres; Identificar a diferença entre a ocorrência dos desastres de origem natural e antropogênicos; Compreender o papel da vigilância em saúde ambiental relacionado aos desastres; Identificar os componentes do Sistema Nacional de Defesa Civil; Identificar as principais ameaças e vulnerabilidades existentes no estado do Ceará, relacionados a desastres de origem natural e antropogênicos; Compreender o aquecimento global e suas consequências para a saúde humana; Descrever as características das ameaças, vulnerabilidades e recursos; Compreender a vigilância da exposição por meio da classificação e priorização das ameaças ou fatores de risco sob o ponto de vista da exposição humana; Compreender o processo de vigilância dos efeitos: investigação da ocorrência de agravos à saúde humana desde a notificação dos acidentes/emergências/desastres; Identificar o marco legal da Vigilância em Saúde Ambiental relacionada aos acidentes envolvendo produtos perigosos.

Sobre o curso

O curso é direcionado aos profissionais de nível superior, que exercem funções de coordenação ou técnica, na área de Vigilância em Saúde Ambiental, nos municípios, Coordenadorias Regionais de Saúde e Sesa.

Baseado em competências e visando atender às necessidades do SUS nas ações relativas à Saúde Ambiental, o conteúdo programático habilitará os participantes, no final da especialização, a identificar ou prevenir qualquer mudança nos fatores determinantes e condicionantes do meio ambiente que interfiram na saúde humana; recomendar e adotar medidas de prevenção e controle das situações de risco ambientais; coordenar e executar ações de Vigilância em Saúde Ambiental relacionadas à qualidade da água, populações expostas a solos contaminados, poluição do ar, produtos químicos e desastres naturais.

Assessoria de Comunicação e Marketing da ESP-CE