PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Profissionais capacitados em indicadores epidemiológicos

3 de março de 2010 - 14:56

 

                                                                                                 Fotos: Andréa Veras

Curso dá suporte aos profissionais sobre planejamento de ações

 

Turma é capacitada no laboratório da ESP-CE para utilização efetiva do Sistema Sinan-NET

Turma é capacitada no laboratório da ESP-CE para utilização efetiva do
Sistema Sinan-NET
 
Acontece dias 04 e 05 de março, no Laboratório de Informática da Escola de Saúde Pública do Ceará (ESP-CE), a Capacitação para Análise da Qualidade da Base de Dados do SINAN NET. O curso tem carga-horária de 16 horas e seu objetivo é dar suporte aos profissionais para planejamento de ações e prioridades de intervenção, por meio do cálculo de indicadores epidemiológicos relativos à Aids, Sífilis Congênita, Sífilis na Gestação e Gestante HIV.

Promoção conjunta da Coordenadoria de Pós-graduação em Vigilância da Saúde da Escola de Saúde Pública do Ceará (ESP-CE) e Núcleo de Vigilância Epidemiológica, o evento é, dessa vez, direcionado a profissionais de Vigilância Epidemiológica dos municípios que compõem a Coordenadoria Regional de Saúde de Caucaia.

A turma vai ser capacitada a identificar os passos para o preenchimento da ficha de notificação/investigação; oferecer subsídios para a coleta, análise e consolidação dos dados referente à infecção pelo HIV, Aids e Sífilis; preparar os participantes para a coleta, consolidação e análise dos indicadores relativos à Aids, Sífilis Congênita, Sífilis na gestante com HIV; apresentar os roteiros utilizados para avaliação dos registros de casos notificados.

O que é Sinan Net

O Sinan é um sistema criado em 1993 pelo Ministério da Saúde/Fundação Nacional de Saúde (Funasa), alimentado pela notificação e investigação de casos que constam na lista nacional de doenças de notificação compulsória.

A utilização efetiva do sistema possibilita um diagnóstico dinâmico da ocorrência de um evento na população; fornecendo subsídios para explicação de suas causas; além de indicar riscos aos quais as pessoas estão sujeitas, contribuindo assim para a identificação da realidade epidemiológica de determinada área geográfica.

Assessoria de Comunicação e Marketing da ESP-CE