PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Especialização aborda epidemiologia aplicada à Vigilância em Saúde Ambiental

27 de janeiro de 2010 - 10:00

 

                                                                                                 Foto: Andréa Veras

O III Curso de Especialização em Vigilância em Saúde Ambiental realiza, de 27 a 29 de janeiro de 2010, o IV Módulo, cujo tema é “Epidemiologia aplicada à Vigilância em Saúde Ambiental”. Entre os objetivos, compreender e identificar os principais indicadores epidemiológicos da área. Esta etapa contará com a participação do professor, pós-doutor em Saúde Coletiva, Volney Câmara titular da faculdade de Medicina,  Departamento de Medicina Preventiva, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).
 
Promovido pela Coordenadoria de Pós Graduação em Vigilância da Saúde da ESP-CE, em parceria com a Coordenadoria de Promoção da e Proteção Saúde da Secretaria da Saúde do Ceará. o curso é direcionado a profissionais de nível superior, que exercem funções de coordenação ou técnica, na área de Vigilância em Saúde Ambiental, nos municípios, Coordenadorias Regionais de Saúde e Sesa.
 
Este novo módulo proporcionará aos alunos compreender a importância da epidemiologia para as ações de vigilância em saúde ambiental; identificar as principais medidas utilizadas em saúde coletiva; compreender o processo de construção de indicadores; identificar os modelos de estudos epidemiológicos; identificar os principais indicadores de vigilância em saúde ambiental.
 
Baseado em competências e visando atender às necessidades do SUS nas ações relativas à Saúde Ambiental, o conteúdo programático habilitará os participantes, no final da especialização, a identificar ou prevenir qualquer mudança nos fatores determinantes e condicionantes do meio ambiente que interfiram na saúde humana; recomendar e adotar medidas de prevenção e controle das situações de risco ambientais; coordenar e executar ações de Vigilância em Saúde Ambiental relacionadas à qualidade da água, populações expostas a solos contaminados, poluição do ar, produtos químicos e desastres naturais. “Pretendemos oferecer ferramentas para que esses profissionais possam estruturar ou melhorar os serviços de Vigilância Ambiental nos municípios em que atuam”, explica Edenilo Barreira, coordenador do curso.
 
 
Assessoria de Comunicação e Marketing da ESP-CE