PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Ações de prevenção e controle do HIV realizadas o ano inteiro

1 de dezembro de 2009 - 16:48

 

A Secretaria da Saúde do Ceará – numa parceria entre a Escola de Saúde Pública do Ceará (ESP-CE) e Coordenadoria de Promoção e Prevenção da Saúde (Coprom), através do Núcleo de Prevenção e Controle de Doenças e Agravos (Nuprev) – fecha o calendário de atividades de 2009 com o Fórum Viver com Aids é Possível; com Preconceito Não! que acontecerá dia 17 de dezembro, no auditório Ciro Gomes, sede da ESP-CE (Avenida Antônio Justa, 3161, Meireles). Entre os temas “Os Avanços e Desafios na Atenção as Pessoas Vivendo com Aids”, discutido em mesa redonda moderada pela coordenadora do Nuprev, Telma Martins.
Durante todo este ano, foram realizados 44 eventos entre fóruns, capacitações, palestras e oficinas de trabalho visando à prevenção e controle das Doenças Sexualmente Transmissíveis, inclusive a AIDS. Todos os municípios do Ceará foram contemplados e mais de 2 mil pessoas participaram das atividades, entre profissionais de saúde, representantes de ONGs e estudantes.
Segundo a coordenadora de pós-graduação em Vigilância da Saúde, Alice Pequeno, o objetivo é estimular a participação nas discussões e ações voltadas à promoção da saúde, sensibilizando os participantes a atuarem como multiplicadores sociais, disseminando conhecimentos de prevenção entre seus pares. “Todos os eventos foram construídos para atender à necessidade do serviço, por isso foram muito bem avaliados.
Alice destaca como ponto positivo a aproximação com os técnicos da Sesa para a elaboração das ações “desde o momento da definição do conteúdo até a sala de aula, onde muito atuaram como instrutores”. Ela explica que as atividades acontecem de forma descentralizada em todo o Estado e a ESP-CE assumiu o desafio de organizar, articular, produzir material didático, acompanhar e avaliar as ações etc. “Esperamos dar continuidade a este projeto e fortalecê-lo”, afirma a coordenadora, não descartando a possibilidade de ofertar um curso de pós-graduação na área.

Balanço

Foram promovidas este ano as seguintes atividades: Oficinas para Conselheiros Estaduais e Municipais de Saúde sobre Política de Incentivo contra as DSTs/Aids; Cursos Básicos de Vigilância Epidemiológica, com 40 horas-aula, destinados a profissionais de Saúde; capacitações para Manejo da Gestante HIV e Criança Exposta, cujo público-alvo são médicos, enfermeiros e bioquímicos;  capacitações Saúde e Prevenção na Escola para profissionais de saúde, educação e adolescentes; Oficina para Mobilizadores Sociais das CRES, destinada a profissionais das CRES e  NUVET; Curso de Melhoria da Qualidade de Dados Sinan/NET, destinado a profissionais da Vigilância Epidemiológica das CRES e municípios e Fórum Alusivo ao Dia Mundial de Luta contra a Aids.

 

 

Assessoria de Comunicação e Marketing da ESP-CE – ASCOM