PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Saúde do Trabalhador é tema de cursos de PAIR e LER-DORT

24 de novembro de 2009 - 10:49

 

                                                                                                 Foto: Andréa Veras

 

 

A Coordenadoria de Pós-graduação em Atenção à Saúde (Copas) da Escola de Saúde Pública do Ceará e o Centro Estadual de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest-CE) iniciaram o Curso de Aperfeiçoamento em Perda Auditiva Induzida por Ruído (PAIR). A capacitação é voltada para profissionais que atuam na prevenção e tratamento desse agravo e atendem nos hospitais da rede estadual. São 50 vagas para fonoaudiólogos, médicos, otorrinos e médicos do trabalho.

O curso, que tem 40 horas, acontece nas quartas-feiras (14h às 17h); quintas-feiras (8h às 17h) e sextas-feiras (8h às 17h) no Cerest-CE (Avenida Imperador, 498, Centro). O objetivo é abordar o Protocolo do Ministério da Saúde, com orientação sobre diagnóstico, prevenção e tratamento desse agravo.

A PAIR é a perda provocada pela exposição por tempo prolongado ao ruído. Consideram-se como sinônimos: perda auditiva por exposição ao ruído no trabalho, perda auditiva ocupacional, surdez profissional, disacusia ocupacional, perda auditiva induzida por níveis elevados de pressão sonora, perda auditiva induzida por ruído ocupacional, perda auditiva neurossensorial por exposição continuada a níveis elevados de pressão sonora de origem ocupacional.

 

Estruturação da Rede

 

A capacitação é uma prioridade do Cerest-CE que está em fase de estruturação da Rede Nacional de Atenção à Saúde do Trabalhador no Ceará. O grande desafio, segundo Rose Cavalcante, diretora do CEREST-CE, é capacitar e sensibilizar os profissionais de saúde a estabelecer o nexo causal entre a doença e o trabalho do paciente. “A maioria procura atendimento já em situação muito grave, quando se encontram impossibilitados de trabalhar e isso é um problema de saúde pública. O profissional tem que ir além da prescrição de medicamentos e ter um olhar sobre a saúde do trabalhador. Os casos têm que ser notificados compulsoriamente no Sistema de Informação de Agravos de Notificação, um sistema do SUS”.

 

LER-DORT

 

Com o mesmo objetivo, o Curso de Aperfeiçoamento em LER (Lesões por Esforços Repetitivos) /DORT (Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho), está capacitando a segunda turma; a primeira aconteceu em agosto deste ano. Foram disponibilizadas 100 vagas para médicos, fisioterapeutas, psicólogos, assistentes sociais, enfermeiros e terapeutas ocupacionais integrantes das equipes multidisciplinares da Média e Alta Complexidade do SUS.

O curso é realizado em três módulos. Protocolo de LER/DORT do Ministério da Saúde; estudo dos ambientes e processos de trabalho; e Politica Nacional de Saúde do Trabalhador. A carga horária é de 80 horas, sendo 60 horas presenciais e 20 horas de trabalho de campo. As aulas também acontecem no Cerest-CE.

 

Assessoria de Comunicação e Marketing da ESP-CE