PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Profissionais do PSF do Cariri fazem Curso de Atenção à Saúde da Mulher

24 de novembro de 2009 - 10:19

 

A Secretaria da Saúde do Ceará, por meio da Coordenadoria de Políticas e Atenção à Saúde da Secretaria da Saúde do Estado Ceará (SESA) e Coordenadoria de Pós-graduação em Atenção à Saúde da ESP-CE, realiza o Curso Básico de Atenção à Saúde da Mulher no Ciclo Gravídico-puerperal que será ministrado em duas turmas, no hotel Verdes Vales, em Juazeiro do Norte: 23 a 27 de novembro e 30 de novembro a 3 de dezembro.

Com 700 vagas, a meta é qualificar profissionais de todas as equipes de saúde da família e Núcleos de Apoio à Saúde da Família (NASF) na Macrorregião do Cariri. O curso é realizado em parceria com a Sociedade Cearense de Ginecologia e Obstetrícia. A proposta é melhorar o atendimento à mulher durante a gravidez, parto e puerpério, de acordo com as necessidades, respeitando a integralidade e a equidade. A iniciativa faz parte da estratégia visando à redução do índice de mortalidade materna.

Durante o curso, os profissionais serão estimulados a fazer uma reflexão crítica sobre a Atenção à Saúde da Mulher, compartilhando vivências, debatendo casos clínicos, sistematizando rotinas e protocolos e discutindo as necessidades inerentes a cada município.

Entre as competências desenvolvidas ao longo da capacitação estão: capacidade para identificar fatores de risco que contribuam para a morbidade materno-fetal; acolhimento à mulher com classificação de risco; conduzir adequadamente o pré-natal, segundo os protocolos do Ministério da Saúde; conduzir adequadamente os cuidados com a mulher em situação de risco (cardiopatias, diabetes gestacional, hipertensão crônica e pré-eclâmpsia).

A primeira turma do curso, que tem 40 horas-aula, aconteceu para 150 profissionais da Coordenadoria Regional de Saúde de Acaraú. Os municípios desta CRES e das de Juazeiro do Norte, Crato e Brejo Santo, apresentaram maior número de óbitos maternos em 2008. Em Quixadá, as aulas foram ministradas como estímulo e reconhecimento pelo município não registrar óbito materno no ano passado.


Meta até 2010

Em 2007, o Ceará registrou 105 óbitos maternos. A Secretaria da Saúde estimulou a melhoria dos serviços prestados nos municípios e, em 2008, o número caiu para 99 óbitos. A meta da Secretaria da Saúde do Estado é reduzir em 50%, até 2010, a razão de mortalidade materna registrada em 2006, de 70,7 óbitos por 100 mil nascidos vivos. Causas obstétricas evitáveis são as principais responsáveis pelas mortes maternas. Quando diagnosticadas precocemente, a hipertensão, hemorragia e infecção não resultam em óbito materno. Essa realidade justifica o investimento contínuo em capacitação.

Assessoria de Comunicação e Marketing – ascom@esp.ce.gov.br