PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Supervisores visitam escolas de Bela Cruz e Acaraú

29 de outubro de 2009 - 10:00

 

Os supervisores pedagógicos do Curso Técnico de Enfermagem Integrado ao Ensino Médio visitam hoje, dia 29/10, as escolas dos municípios de Bela Cruz e Acaraú engajadas no Projeto de Formação Técnica Integrado ao Ensino. Nestas visitas mensais realizadas nas escolas, os supervisores verificam os materiais didáticos e recursos de apoio; a estrutura física das escolas; e o processo de ensino/aprendizagem e desempenho do professor/facilitador.

 
O Projeto de Formação Técnica em Enfermagem Integrado ao Ensino Médio, uma parceria da Escola de Saúde Pública do Ceará (ESP-CE) e Secretaria da Educação Básica do Estado (SEDUC) dispõe, atualmente, de 9 supervisores. O projeto engloba 37 municípios, com um total de 71 turmas.

 

Atribuições

 

O supervisor pedagógico do Projeto de Formação Técnica em Enfermagem tem as seguintes atribuições:

Atuar em todo o processo de desenvolvimento do Curso – preparação, execução e avaliação;
Acompanhar, avaliar e apoiar o trabalho do Facilitador e Supervisor de estágio dos cursos;
Intervir nas situações–problema identificadas durante as supervisões, aplicando medidas corretivas visando à qualidade total do processo ensino-aprendizagem;
Apoiar técnica e pedagogicamente os Facilitadores no desenvolvimento das suas atividades, aplicando os mecanismos pertinentes para o aprimoramento e desenvolvimento profissional;
Manter atualizados todos os registros da movimentação dos alunos e seu desempenho e satisfação do curso;
Subsidiar a Coordenação Geral com todas as informações, sobre a execução dos cursos, elaborando mensalmente um relatório de supervisão destes;

 

Educação profissional

 

Sobre os objetivos desse projeto de educação profissional, a secretária de Educação, Izolda Cela, explica: “O governo do Ceará está comprometido com a tarefa primordial de elevar os resultados da escola pública, que atende a quase 90% da matrícula das crianças e jovens do nosso Estado. No âmbito do Ensino Médio, última etapa da educação básica, que ao longo dos últimos anos vem sofrendo um “arrasto” decrescente nos resultados, os desafios para a melhoria da escola são consideráveis. Para começo de conversa, é preciso foco na elevação do nível de desempenho dos alunos em português e matemática, eixos que dão suporte a todo processo de desenvolvimento da autonomia intelectual para as aprendizagens”.

 

Segundo Izolda Cela, a tarefa de formação profissional integra a política estadual para a juventude e pretende qualificar o projeto pedagógico de escolas de ensino médio, preparando os jovens, com boas formações técnicas, para a inserção nos processos produtivos e seguir aprendendo com possibilidade de adaptação às demandas e às transformações desses processos.”

 

Assessoria de Comunicação e Marketing da ESP-CE