PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

ESP-CE abre novas turmas de ACS em Fortaleza

8 de outubro de 2009 - 10:29

                                                                                                  Foto: Andréa Veras

 

A Coordenadoria de Educação Profissional em Saúde da Escola de Saúde Pública do Ceará, em parceria com a Prefeitura de Fortaleza, está capacitando novos Agentes Comunitários de Saúde. Até março de 2010, serão formados 900 agentes comunitários que fazem parte das 28 turmas do Curso Técnico de ACS – Etapa Formativa I –ministrado pela ESP-CE.

 

Em setembro passado, foram iniciadas seis turmas e, agora, em outubro, foram abertas oito turmas e, no próximo dia 14/10, serão disponibilizadas 14 novas turmas. As aulas acontecem em várias unidades das Secretarias Executivas Regionais.

Segundo a coordenadora do Curso Técnico de ACS, Kílvia Albuquerque, a Etapa Formativa I tem como objetivo desenvolver as competências necessárias para a função técnica do ACS, permitindo sua melhor inserção nas equipes multiprofissionais de saúde, bem como ampliar a articulação entre seus diversos campos de atuação de forma a propiciar o bem estar da comunidade e dos cidadãos.

 

Durante essa etapa inicial, o curso irá capacitar o ACS para atuar em ações básicas de saúde, na perspectiva da integralidade do atendimento e atenção ao cidadão, atendendo aos anseios da comunidade, tanto no âmbito domiciliar quanto na coletividade, e em conformidade com os princípios norteadores do Sistema Único de Saúde (SUS).

 

A capacitação permitirá instrumentalizar o ACS para desenvolver e ampliar sua prática profissional, articulando os saberes científicos, tecnológicos e culturais. O curso vai contribuir, ainda, para o aperfeiçoamento da Estratégia de Saúde da Família, capacitando o ACS para articular e apoiar a comunidade e, com ela, ser protagonista do seu desenvolvimento e do enfrentamento dos atuais desafios para uma melhor qualidade de vida.

 

O Curso Técnico de ACS é uma conquista da categoria, que desde julho de 2002 foi reconhecida como profissional, por meio da Lei 10.507/2002. Um dos itens dessa legislação é a qualificação básica, que corresponde ao Curso Técnico de ACS. O Ceará foi o estado pioneiro no Brasil a enviar um projeto e receber recursos para o curso. A Escola de Saúde Pública do Ceará é referência na aplicação dos cursos. Em  parceria com a Prefeitura Municipal de Fortaleza, a ESP-CE capacitou 625 ACS na capital cearense.

 

Assessoria de Comunicação e Marketing da ESP-CE