PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

ENSP e ESP-CE oficializam convênio para desenvolvimento de várias ações

10 de julho de 2009 - 14:54

 

 

 

O diretor da Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP), Antônio Ivo de Carvalho, e o superintendente Haroldo Pontes, assinaram ontem, dia 09, um convênio “guarda-chuva” entre as duas instituições, que prevê a realização de várias ações em parceria, com projetos específicos para cada uma delas.

O objetivo é estreitar a troca de experiências entre as instituições que se identificam por sua missão de formar trabalhadores para o Sistema Único de Saúde (SUS), fortalecendo a proposta da Rede de Escolas e Centros Formadores em Saúde Pública.

Na ocasião, Pontes ressaltou que o convênio respalda as várias ações que a ESP-CE vem desenvolvendo em parceria com a ENSP e possibilita a realização de outras. Ele destacou a contribuição da ENSP na construção do currículo Curso de Especialização em Gestão de Serviços de Saúde, uma das etapas do processo seletivo dos diretores de Policlínicas e CEOs do Ceará. “Professores e dirigentes da ENSP estiveram conosco nesta importante missão”.

Também faz parte dessa parceria o Curso Nacional de Qualificação de Gestores do SUS, capitaneado pela ENSP e coordenado, no Ceará, pela ESP-CE. O projeto se encontra atualmente na fase de seleção de tutores e alunos, sendo os critérios de participação no curso pactuados com todos os gestores municipais de saúde do Ceará, por meio da Comissão Intergestora Bipartite (CIBE).

Outro ponto é a articulação para a implantação de um Mestrado Profissional em Saúde da Família, a ser formatado por uma rede de instituições de ensino e coordenado pelo núcleo da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) no Ceará.

Já o diretor da ENSP, Antônio Ivo de Carvalho, mostrou satisfação em formalizar a parceria. “A ESP-CE é a única instituição com a qual desenvolvemos três iniciativas. Há uma grande identificação entre nosso trabalho e é importante que desenvolvamos juntos essa expertise. Há uma sintonia, uma comunhão de propostas e temos um bom caminho pela frente. Agora vamos desafiar vocês mais freqüentemente para vôos mais altos e que vocês também possam se dispor a nos desafiar”, ressaltou Carvalho, acrescentando que esse é o momento de somar e buscar inspiração para novas ações, tendo como referência a inovação e a qualidade.   “Nosso desafio é conseguir manter uma atração permanente pelo novo”.

No encontro, realizado em caráter informal, os coordenadores das áreas programáticas da ESP-CE e alguns assessores apresentaram ao diretor da ENSP um balanço das atividades que somente este ano somam mais de 50 cursos e quase 16 mil alunos capacitados em todo o Ceará e vários estados do país.

Rede

Sobre a implantação da Rede de Escolas e Centros Formadores em Saúde Pública, o superintendente Haroldo Pontes informou que semana que vem haverá desdobramentos importantes em uma nova reunião.

Desde o mês de maio, em uma ação articulada pela ENSP, 34 instituições formadoras em Saúde Pública vêm se reunindo para discutir a criação da rede, que visa a fortalecer as escolas de saúde pública no país, por meio de uma representação e trabalho conjunto. A partir da constituição de um grupo de trabalho, formado por oito representantes das instituições formadoras e do qual a ESP-CE faz parte, será eleito um colegiado e secretaria executiva da rede.

Pontes citou o exemplo da ESP-CE, que tem em seu organograma a Coordenadoria de Educação Profissional em Saúde, membro da Rede de Escolas Técnicas do SUS. “Sou um defensor desse modelo. Onde tem escola de saúde pública deve também funcionar uma escola técnica do SUS”.

Assessoria de Comunicação e Marketing da ESP-CE – ascom@esp.ce.gov.br