Profissionais de Crateús capacitados em cálculos de indicadores

25 de junho de 2009 - 14:10

 
                                                                                                 Foto: Andréa Veras

 
Acontece hoje, 25 de junho, e amanhã, 26 de junho, na sede da Escola de Saúde Pública do Ceará (ESP-CE), a Capacitação para Análise da Qualidade da Base de Dados do SINAN NET e para Cálculo de Indicadores Epidemiológicos.

Promoção conjunta da Coordenadoria de Pós-graduação em Vigilância da Saúde da Escola de Saúde Pública do Ceará (ESP-CE) e Núcleo de Vigilância Epidemiológica, o evento é, dessa vez, direcionado a profissionais de Vigilância Epidemiológica do município de Crateús.

O curso tem carga-horária de 16 horas e seu objetivo é dar suporte aos profissionais para planejamento de ações e prioridades de intervenção, por meio do cálculo de indicadores epidemiológicos relativos à Aids, Sífilis Congênita, Sífilis na Gestação e Gestante HIV.

A turma vai ser capacitada a identificar os passos para o preenchimento da ficha de notificação/investigação; oferecer subsídios para a coleta, análise e consolidação dos dados referente à infecção pelo HIV, Aids e Sífilis; preparar os participantes para a coleta, consolidação e análise dos indicadores relativos à Aids, Sífilis Congênita, Sífilis na gestante com HIV; apresentar os roteiros utilizados para avaliação dos registros de casos notificados.

O que é Sinan Net

O Sinan é um sistema criado em 1993 pelo Ministério da Saúde/Fundação Nacional de Saúde (Funasa), alimentado pela notificação e investigação de casos que constam na lista nacional de doenças de notificação compulsória.

A utilização efetiva do sistema possibilita um diagnóstico dinâmico da ocorrência de um evento na população; fornecendo subsídios para explicação de suas causas; além de indicar riscos aos quais as pessoas estão sujeitas, contribuindo assim para a identificação da realidade epidemiológica de determinada área geográfica.

Formação

O evento está inserido em um conjunto de mais de 50 ações que visam a investir na formação continuada de vários atores sociais que estão nas escolas, postos de saúde, organizações não-governamentais e meios de comunicação dos 184 municípios cearenses, que vão ganhar em atualização do conhecimento e apropriação de novas tecnologias no combate, diagnóstico e controle das Doenças Sexualmente Transmissíveis.

Em 2009, estão previstas atividades até novembro, entre as quais: oficinas para Conselheiros Estaduais e Municipais de Saúde sobre Política de Incentivo contra as DSTs/Aids; Cursos Básicos de Vigilância Epidemiológica;  capacitações para Manejo da Gestante HIV e Criança Exposta, cujo público-alvo são médicos, enfermeiros e bioquímicos; capacitações Saúde e Prevenção na Escola para profissionais de saúde, educação e adolescentes, totalizando 550 participantes; Oficina para Mobilizadores Sociais das CRES, destinada a profissionais das CRES, NUVET e ASCOM; capacitações de DST/Aids e co-infecção Tuberculose/HIV, que têm como público-alvo os agentes penitenciários do Estado, médicos e enfermeiros; Curso de Melhoria da Qualidade de Dados Sinan/NET; Capacitação de Prevenção Positiva em HIV/Aids, com 16 horas-aula e destinada a profissionais de saúde, gestores e pessoas vivendo com HIV/Aids; Seminário em DST/Aids para Equipes de Saúde Bucal; Seminário para Radialistas e Fórum Alusivo ao Dia Mundial de Luta contra a AIDS.

Assessoria de Comunicação e Marketing da ESP-CE – ascom@esp.ce.gov.br