PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Equipe é capacitada para evitar transmissão de HIV de mãe para filho

27 de maio de 2009 - 11:21

 

                                                                                                Foto: Andréa Veras 

 

Como parte de amplo programa de ações de saúde preventiva da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), acontece de 27 a 29 de maio, em Fortaleza, mais uma turma do Curso de Capacitação em Aconselhamento e Testagem Rápida como Diagnóstico da Infecção pelo HIV.

Promoção conjunta da Coordenadoria de Pós-graduação em Vigilância da Saúde da Escola de Saúde Pública do Ceará (ESP-CE) e Núcleo de Prevenção e Controle de Doenças e Agravos (Nuprev), o evento é direcionado a profissionais do Hospital Geral de Fortaleza, Hospital Amadeu Sá, do Eusébio, Maternidade Juvenal de Carvalho e profissionais do município de Pacajus.

O curso tem por objetivo capacitar equipes multiprofissionais das maternidades cadastradas no Projeto Nascer, visando à melhoria da qualidade do atendimento à gestante, puérpera e recém-nascido, redução da transmissão vertical do HIV e controle da Sífilis Congênita.

Segundo a instrutora Maria Regina de Freitas, a testagem rápida é fundamental para evitar a transmissão do vírus, pois em caso de diagnóstico positivo, ela e a criança são submetidas a uma profilaxia que reduz quase a zero o risco de a criança ser contaminada, já que há risco tanto no momento do parto, quanto na amamentação. “É um teste rápido, com resultado em seguida e que faz a diferença.”

Regina informa que desde 2003, o Ceará vem adotando essa prática, mas nem todas as maternidades aderiram e algumas precisam de atualização. “Com esse treinamento, quem ainda não está fazendo pode implantar o serviço. Por isso trabalhamos com toda a equipe de profissionais que dá assistência a mulher e recém-nascido nesse período. São enfermeiros, médicos, assistentes sociais, bioquímicos e psicólogos”, completa.

Os profissionais também terão acesso ao método para a realização do Teste Rápido, com apoio de uma equipe do Laboratório Central. “Fazemos uma simulação com sangue selecionado. A partir daí, os profissionais vão ter condições de fazer o teste com as gestantes, em suas respectivas maternidades”.

A capacitação vai discutir métodos e ações de acolhimento às gestantes e aconselhamentos na maternidade; apresentar as técnicas utilizadas no manejo clínico da parturiente HIV+ e recém-nascido exposto ao HIV e/ou com Sífilis Congênita;  preparar os participantes para a assistência adequada à puérpera HIV+ e ao recém-nascido exposto ao HIV e/ou com Sífilis Congênita; apresentar as ferramentas necessárias para a implementação de ações de Vigilância Epidemiológica para a parturiente infectada pelo HIV/Sífilis e criança exposta ao HIV e/ou Sífilis Congênita.

Formação

O evento está inserido em um conjunto de mais de 50 ações que visam a investir na formação continuada de vários atores sociais que estão nas escolas, postos de saúde, organizações não-governamentais e meios de comunicação dos 184 municípios cearenses, que vão ganhar em atualização do conhecimento e apropriação de novas tecnologias no combate, diagnóstico e controle das Doenças Sexualmente Transmissíveis.

Em 2009, estão previstas atividades até novembro, entre as quais: oficinas para Conselheiros Estaduais e Municipais de Saúde sobre Política de Incentivo contra as DSTs/Aids; Cursos Básicos de Vigilância Epidemiológica;  capacitações para Manejo da Gestante HIV e Criança Exposta, cujo público-alvo são médicos, enfermeiros e bioquímicos; capacitações Saúde e Prevenção na Escola para profissionais de saúde, educação e adolescentes, totalizando 550 participantes; Oficina para Mobilizadores Sociais das CRES, destinada a profissionais das CRES, NUVET e ASCOM; capacitações de DST/Aids e co-infecção Tuberculose/HIV, que têm como público-alvo os agentes penitenciários do Estado, médicos e enfermeiros; Curso de Melhoria da Qualidade de Dados Sinan/NET; Capacitação de Prevenção Positiva em HIV/Aids, com 16 horas-aula e destinada a profissionais de saúde, gestores e pessoas vivendo com HIV/Aids; Seminário em DST/Aids para Equipes de Saúde Bucal; Seminário para Radialistas e Fórum Alusivo ao Dia Mundial de Luta contra a AIDS.

Assessoria de Comunicação e Marketing da ESP-CE – ascom@esp.ce.gov.br