PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Policlínicas e CEOs: ESP-CE prepara especialização em Gestão de Serviços de Saúde

6 de maio de 2009 - 16:44

 

 

A Coordenadoria de Pós-graduação em Gestão em Saúde e o Centro de Desenvolvimento Educacional em Saúde (CDES), da Escola de Saúde Pública do Ceará , dão continuidade à preparação do Curso de Especialização em Gestão de Serviços de Saúde, do qual vão participar os candidatos a diretor das Policlínicas e CEOs da rede pública estadual. Dessa vez, os facilitadores da especialização participam de um Curso de Formação em PBL.

Trata-se de uma capacitação de 16 horas-aula,que acontece hoje, dia 05 de maio, e amanhã, 06, no Auditório Pontes Neto, da ESP-CE. Segundo o coordenador do CDES, José Batista Cisne, o PBL é uma abordagem educacional que está inserida no Projeto Político Pedagógico da ESP-CE porque propicia uma reflexão sobre a resolução de problemas baseados em um contexto real.

Batista explica que a estratégia de aprendizagem do PBL é centrada no aluno. “O ponto de partida é um problema desenhado dentro da realidade do grupo”, afirma ele, complementando que há uma divisão em três momentos: análise do problema, estudo individual e resolução do problema”.

Também fez parte dos preparativos desse curso de especilização a Oficina de Desenho de Currículo Baseado em Competências, que teve por objetivo a definição das competências a serem desenvolvidas pelos alunos, para que possam exercer a função de diretores de uma unidade de saúde, atendendo às necessidades específicas do Estado. “A grande vantagem é a adequação do currículo às necessidades do Estado, porque você envolve várias instituições e o resultado é bem mais rico”, ressalta Batista.

O Curso de Especialização em Gestão dos Serviços de Saúde terá sua aula inaugural no próximo dia 22 de maio, no auditório Ciro Gomes (na sede da ESP-CE). O curso tem caráter eliminatório e visa a preencher as 95 vagas a cargos de diretoria das Policlínicas e CEOs. Para isso, os participantes deverão obter média mínima 7,0 e 75% de freqüência, além de apresentar Trabalho de Conclusão de Curso. Somente participa da especialização quem for aprovado em outras três etapas: prova escrita, análise curricular e avaliação vivencial, classificado até o dobro do número de vagas previstas, conforme consta nos editais.

O superintendente Haroldo Pontes destaca que, com esse trabalho, a ESP-CE contribui com o Governo do Estado para que as novas unidades de saúde sejam geridas de forma eficaz e os gestores selecionados desempenhem suas funções focadas em resultados, refletindo em atendimento de qualidade para a população.

Assessoria de Comunicação e Marketing da ESP-CE – ascom@esp.ce.gov.br