PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Cooperação orienta professores da saúde em formação-ação

11 de março de 2009 - 11:11

 
 
A consultora internacional em Educação, Alice-Eva Daigle, está no Ceará até o próximo dia 31 de março para a 19ª missão da Cooperação Brasil-Quebec, que objetiva a formação de recursos humanos por competência na área de saúde. Na Escola de Saúde Pública do Ceará, acontecem até sexta-feira, dia 13 de março, sessões de trabalho direcionadas a professores dos cursos Técnico de Prótese Dentária e Técnico de Radiologia.

Segundo Daigle, que veio ao Brasil trazida pelo Consórcio de Desenvolvimento Internacional em Educação (CIDE), executor do projeto, a idéia é trabalhar junto com a equipe uma fórmula pedagógica de formação-ação. “Apenas irei orientá-los (professores) e apoiá-los em sua abordagem. O sucesso dos trabalhos e do projeto depende de todos”, afirma.

“Na formação por competência, o aluno está no centro de sua aprendizagem. Ele utilizará seu conhecimento para responder a uma ação prática. Preparamos os professores para irem além das teorias”, acrescenta.

Ela ressalta que o intercâmbio não se propõe a impor um método estrangeiro, mas atuar de acordo com as necessidades de cada escola, de cada professor e de cada aluno participantes do projeto. “Há variações em diferentes países no enfoque do ensino por competência. A própria ESP-CE adota essas premissas educacionais. Estamos trabalhando para somar e tirar o melhor resultado dessa experiência”, explica ela, que atua em conjunto com o Centro de Desenvolvimento Educacional em Saúde (CDES) e Coordenadoria de Educação Profissional.

A consultora também terá encontros com professores dos cursos Técnico de Apoio ao Acolhimento em Saúde (TAAS) e Técnico em Atendimento Pré-hospitalar (TAPH).

Mais sobre a Cooperação

O objetivo geral da Cooperação Brasil-Quebec é reforçar a capacidade institucional das escolas de formação de recursos humanos a fim de desenvolver e ofertar programas de formação técnica segundo a Abordagem por Competência, bem como a capacidade do Estado do Ceará para planificar e gerir a formação de trabalhadores para o setor saúde, baseado na abordagem por competência.

As ações começaram em abril de 2007 e prosseguem até abril de 2010, envolvendo a Secretaria da Saúde do Estado do Ceará, a Escola de Saúde Pública do Ceará, a Secretaria de Saúde e Ação Social de Sobral, a Escola de Formação em Saúde da Família Visconde de Sabóia, a Secretaria Municipal de Saúde de Fortaleza, o Sistema Municipal Saúde-Escola, o Conselho Nacional das Secretarias Municipais de Saúde e Agência Brasileira de Cooperação.

Os parceiros canadenses são a Agência Canadense de Desenvolvimento Internacional (ACDI); o Consórcio Internacional de Desenvolvimento em Educação (CIDE) e os CÉGEP de Sainte-Foy (Quebec) e John Abbott College (Montreal), que apóiam sua execução.

O impacto dos programas de formação técnica por competência na área da saúde, esclarece Carmem Cavalcante, é a qualificação da atenção que será prestada por esses trabalhadores. “A formação por competência deve assegurar que o futuro profissional seja capaz de mobilizar, articular e colocar em prática atitudes, conhecimentos e habilidades necessários ao desempenho eficiente e eficaz das atividades requeridas em seu trabalho”, ensina.

Assessoria de Comunicação e Marketing da ESP-CE –  ascom@esp.ce.gov.br