PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Ceará tem ações de prevenção e controle de DSTs o ano inteiro

4 de março de 2009 - 03:00

 

A Escola de Saúde Pública do Ceará (ESP-CE), em parceria com a Coordenadoria de Promoção e Prevenção da Saúde (Coprom), através do Núcleo de Prevenção e Controle de Doenças e Agravos (Nuprev) da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), promoverá este ano cinco Fóruns Científicos de DST/Aids na Atenção Básica em vários municípios cearenses. O primeiro está marcado para acontecer em Tianguá, no próximo dia 23 de março, e vai beneficiar os municípios que compõem a 13ª e 16ª Coordenadoria Regional de Saúde (CRES).

O evento faz parte de um conjunto com mais de 50 ações que visam a investir na formação continuada de vários atores sociais que estão nas escolas, postos de saúde, organizações não-governamentais e meios de comunicação dos 184 municípios cearenses, que vão ganhar em atualização do conhecimento e apropriação de novas tecnologias no combate, diagnóstico e controle das Doenças Sexualmente Transmissíveis.

A ESP-CE assumiu o desafio de organizar, articular, produzir material didático, acompanhar e avaliar as ações, que acontecem de forma descentralizada em todo o Estado. “Cada uma dessas atividades está sendo cuidadosamente trabalhada, seguindo as premissas pedagógicas da ESP-CE e em parceria com os técnicos responsáveis pelos projetos na Coprom/Nuprev. Também organizamos uma equipe com notória experiência e vivência profissional nessa área, que está trabalhando para cumprir o calendário de eventos pensado para o ano inteiro”, explica a coordenadora de Vigilância em Saúde, Alice Pequeno, ressaltando o trabalho conjunto com a Coprom/Nuprev.

Sobre o Fórum

Os fóruns vão mobilizar mais de mil profissionais do Programa Saúde da Família (PSF) para uma discussão em torno das DSTs, especialmente a Aids, de forma que intensifiquem atitudes de prevenção e atendimento humanizado com seus pacientes, diagnosticando, aconselhando e informando mais acerca das doenças, inclusive da convivência com o vírus HIV. Serão distribuídos 1.150 (hum mil cento e cinqüenta) exemplares da Cartilha de DST/Aids do Ministério da Saúde, com informações estratégicas na prevenção, diagnóstico e tratamento. “A ação descentralizada é indispensável, porque não se trata de uma demanda apenas da capital. Todo o Estado tem que estar preparado para receber esses pacientes e, ao mesmo tempo, realizar ações de prevenção e diagnóstico precoce”, explica a coordenadora de Vigilância em Saúde, Alice Pequeno.

Os outros municípios-sede contemplados são: Aracati (7ª, 9ª e 10ª CRES); Fortaleza (1ª, 2ª, 3ª e 4ª CRES), Crateús (15ª e 14ª CRES) e  Juazeiro ( 19ª, 20ª e 21ª CRES).

Convidados

Cada fórum terá a presença de três facilitadores, entre eles um médico infectologista. Entre os infectologistas convidados estão: Telma Régia Bezerra Sales de Queiroz, Rômulo César Sabóia Moura, Érico Antônio Gomes de Arruda e Terezinha do Menino Jesus. Também participarão as enfermeiras Telma Alves Martins e Fernanda Scheridan de Morais Bezerra e a assistente social Francisca Albaniza Pereira Leite.

Mais ações

Estão previstas atividades de março a novembro deste ano, entre as quais: 06 (seis) oficinas para Conselheiros Estaduais e Municipais de Saúde sobre Política de Incentivo contra as DSTs/Aids; 04 (quatro) Cursos Básicos de Vigilância Epidemiológica, com 40 horas-aula, destinados a profissionais de Saúde; 04 (quatro) capacitações para Manejo da Gestante HIV e Criança Exposta, cujo público-alvo são médicos, enfermeiros e bioquímicos;  15 (quinze) capacitações Saúde e Prevenção na Escola para profissionais de saúde, educação e adolescentes, totalizando 550 participantes; 01 (uma) Oficina para Mobilizadores Sociais das CRES, destinada a profissionais das CRES, NUVET e ASCOM; 04 (quatro) capacitações de DST/Aids e co-infecção Tuberculose/HIV, que têm como público-alvo os agentes penitenciários do Estado, médicos e enfermeiros; 01 (um) Curso de Melhoria da Qualidade de Dados Sinan/NET, destinado a profissionais da Vigilância Epidemiológica das CRES e municípios, que acontece nos dias 26 e 27 de março, na sede da ESP-CE; 01 (uma) Capacitação de Prevenção Positiva em HIV/Aids, com 16 horas-aula e destinada a profissionais de saúde, gestores e pessoas vivendo com HIV/Aids; Seminário em DST/Aids para Equipes de Saúde Bucal; Seminário para Radialistas e Fórum Alusivo ao Dia Mundial de Luta contra a Aids.

Assessoria de Comunicação e Marketing da ESP-CE – ascom@esp.ce.gov.br