PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Curso capacita profissionais de Saúde da Família

6 de outubro de 2008 - 18:00

 
A Escola de Saúde Pública do Ceará (ESP-CE) iniciou no último dia 6 e prossegue até o dia 10, o II Curso de Aperfeiçoamento nas Áreas Estratégicas de Atenção Básica. O público-alvo do curso é composto por médicos, enfermeiros e dentistas das Equipes de Saúde da Família.

Nessa segunda etapa, o curso é direcionado aos profissionais vinculados aos sete municípios da Coordenadoria Regional de Saúde (CRES) de Itapipoca, composta pelos municípios de Itapipoca, Tururu, Trairi, Uruburetama, Umirim, Amontada e Miraíma.

 O objetivo do curso é capacitar os profissionais para atuarem nas áreas estratégicas prioritárias mínimas definidas pelo Ministério da Saúde. Segundo a Política Nacional de Atenção Básica, são consideradas prioritárias: eliminação da hanseníase, controle de tuberculose, controle da hipertensão arterial, controle do diabetes mellitus, eliminação da desnutrição infantil, saúde da criança, saúde da mulher, saúde do idoso, saúde bucal e promoção da saúde.

METODOLOGIA

Durante o curso, serão realizadas duas capacitações fundamentais seguidas na sede da ESP-CE (Capacitações Fundamentais I e II), abordando temáticas essenciais para subsidiar o processo de construção coletiva, baseado nos princípios da educação permanente, bem como o desenvolvimento de práticas centradas no paciente.

Em seguida, nos municípios de origem, os alunos devem se reunir em pares, por categoria profissional, para estudo em pequenos grupos, com 32 horas de atividade presencial e 80 horas de estudo individual, acrescentadas 40 horas de seminários de sínteses temáticas.

Ao longo da reflexão e revisão da prática profissional, os alunos devem analisar e identificar problemas na Atenção Básica dos municípios e, em grupo, propor um plano de trabalho que será apresentado no Seminário de Avaliação do curso, na ESP-CE. O curso tem duração de três meses e carga-horária total de 212 horas.

PROJETO PILOTO

O curso foi iniciado na Coordenação Regional de Saúde (CRES) de Camocim, com 39 participantes, em agosto de 2008. Nesse momento, os alunos estão fazendo uma reflexão coletiva sobre a prática profissional, através de quatro módulos: Saúde da Criança, Saúde da Mulher, Saúde do Adulto e Idoso e Saúde Bucal. Dando continuidade à oferta do curso, serão atendidos 99 profissionais de Saúde da Família dos municípios da CRES de Itapipoca, no período de outubro a dezembro de 2008.

Segundo Carmem Cavalcante, coordenadora do curso, a estratégia metodológica é inovadora e desafia os profissionais a refletirem sobre o cotidiano nos próprios serviços de saúde através da aprendizagem colaborativa. “As pessoas precisam sair da zona de conforto decorrente da nossa educação bancária. É preciso se colocar enquanto sujeito ativo nesse processo de qualificação da prática profissional. Lidar com essa metodologia, à primeira vista, pode não ser fácil, mas é extremamente gratificante ver esse processo de amadurecimento e crescimento profissional.”, argumenta ela.

O curso é financiado pelo Ministério da Saúde e faz parte das ações pactuadas pelas seis CRES do antigo Pólo de Educação Permanente da Macrorregião de Saúde de Sobral (Acaraú, Itapipoca, Sobral, Camocim, Crateús e Tianguá). “Precisamos refletir sobre nossa prática profissional, resignificar os processos e, assim, ocasionar mudanças no nosso cotidiano de práticas em Saúde da Família, a partir da educação permanente. Essa proposta de curso traz isso como linha condutora de atuação”, explica Carmem Cavalcante.

 

Assessoria de Comunicação e Marketing da ESP-CE – ascom@esp.ce.gov.br