PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Rede GigaFOR favorece produção científica em saúde

9 de setembro de 2008 - 19:56

 
A Rede Metropolitana de Fortaleza (GigaFOR) foi lançada nesta terça-feira, 9, no auditório do Centro de Tecnologia da UFC, Campus do Pici. Trata-se de uma rede de alta velocidade que interliga, via Internet, várias instituições de pesquisas, dando um up grade na produção científica do Ceará.

Desde 2005, a Escola de Saúde Pública do Ceará faz parte do Comitê Gestor da GigaFor, que tem 70 km de extensão, uma velocidade de acesso de 1 Gb (Gigabits por segundo) e é uma iniciativa do Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT) coordenada pela Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP).

Com um investimento aproximado de R$ 1,5 milhão da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) e auxílio de parcerias com o Governo do Estado do Ceará, Prefeitura de Fortaleza e Companhia Energética do Ceará (Coelce), a rede vai facilitar e ampliar a integração entre universidades e unidades de pesquisa, por meio do acesso mútuo à produção científica, podendo inclusive compartilhar projetos de educação à distância e interagir por meio de videoconferência.

Telessaúde

No caso da ESP-CE, a rede favorece a formação de profissionais do Sistema Único de Saúde por meio da Teleducação, que integra o Núcleo de Telessaúde da UFC. Segundo a coordenadora Irlene Rodrigues, a Escola realizou desde o início do ano nove webconferências, exibidas a partir do Núcleo da UFC e da Faculdade de Medicina de Belo Horizonte. “Profissionais do interior do Ceará e até de outros estados têm acesso às informações. Quem quiser pode também assistir às palestras na sala de videoconferência da Escola”, explica ela, afirmando que ainda este mês novas conferências serão marcadas. O Núcleo de Telessaúde da UFC também foi lançado durante o evento da GigaFor, com a presença do governador Cid Gomes e do reitor em exercício da UFC, Jesualdo Farias.

A Rede

O Comitê Gestor da GigaFOR é composto pelas seguintes instituições: Escola de Saúde Pública do Ceará (ESP-CE), Universidade Federal do Ceará (UFC), Universidade Estadual do Ceará (UECE), Centro Federal de Educação Tecnológica do Ceará (CEFET/CE) e Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP).

Participam também da rede: Instituto Centro de Ensino Tecnológico (CENTEC), Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA), Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), Hospital Geral de Fortaleza (HGF), Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FUNCAP), Secretaria da Ciência e Tecnologia do Ceará (Secitece), Universidade de Fortaleza (Unifor), Faculdade Integrada do Ceará (FIC), Instituto de Ciências do Mar (Labomar), Instituto Atlântico, Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) e Rádio Observatório Espacial do Nordeste (ROEN)

Segundo o presidente da Etice, Fernando Carvalho, a infra-estrutura óptica que interligará os demais órgãos do Estado está sendo construída, com previsão de conclusão até novembro. A conexão dos órgãos estaduais a essa Rede prevê a redução pela metade dos custos anuais com telecomunicações.

Assessoria de Comunicação e Marketing da ESP-CE – ascom@esp.ce.gov.br