PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Profissionais da Atenção Básica são capacitados

11 de agosto de 2008 - 18:13

 

A escassez e dispersão de recursos financeiros, a pouca sensibilização profissional e a fragilidade das políticas públicas são alguns dos problemas comuns que dificultam a melhoria dos serviços de saúde na área da criança e do adolescente. Para ampliar e melhorar a cobertura desses serviços de saúde, a Escola de Saúde Pública do Ceará acredita que muitos problemas possam ser minimizados com a sensibilização dos profissionais das Equipes de Saúde na Atenção Básica, contribuindo assim para a melhoria dos indicadores de saúde para esses segmentos da população.

Fundamentada nesta realidade, a Escola de Saúde Pública do Ceará, através da Coordenadoria de Atenção à Saúde, idealizou a capacitação para profissionais das Equipes de Saúde da Família do Pólo Fortaleza. Isso será possível com realização do Curso de Atualização na Atenção à Saúde  da  Criança e do Adolescente, voltado aos municípios que compõem o Pólo Fortaleza (Aquiraz, Cascavel, Chorozinho, Eusébio, Fortaleza, Itaitinga, Ocara, Pacajus e Pindoretama).

Com esse curso, que acontecerá no período de 8 a 12 de setembro deste ano, a ESP-CE espera que a sensibilização e aprendizagem permitam aos profissionais das Unidades Básicas de Saúde da Família do Pólo Fortaleza adquirirem conhecimentos teóricos e práticos que favoreçam mudanças de atitudes e procedimentos diante do atendimento à criança e ao adolescente no cotidiano do seu trabalho.

AVANÇOS E DESAFIOS

Segundo a Coordenadoria de Atenção à Saúde da ESP-CE, o setor de saúde do Ceará tem obtido avanços significativos na organização dos serviços de melhoria dos indicadores de saúde. Investimentos têm sido feitos para garantir a qualidade da atenção prestada, tanto em relação à infra-estrutura, quanto à formação dos profissionais que atuam e acreditam nessa proposta de assistência diferenciada, que vêem o indivíduo como um todo e priorizam ações de promoção de saúde.

Entretanto, há ainda desafios, já que persistem muitos óbitos, doenças e outros agravos relacionados com causas evitáveis no âmbito da atenção básica em saúde da criança e do adolescente. Aliado ao isso, constata-se mudança no perfil epidemiológico na saúde infantil do Estado. De um lado, diminuíram as mortes por diarréia e pneumonia, enquanto, de outro, aumentaram os óbitos na área perinatal, alcançando 50% ou mais das mortes em menores de cinco anos. Outro agravante é o crescimento de casos notificados de maus-tratos em crianças e adolescentes.

OBJETIVOS

O curso de Atualização, entre suas propostas, tem como finalidades capacitar 90 profissionais da atenção básica no manejo das principais doenças na infância; capacitar na abordagem e acolhimento ao adolescente; e contribuir para o fortalecimento de atividades interdisciplinares voltadas para atenção integral a saúde da criança e do adolescente.

O curso utilizará a metodologia de auto-aprendizagem, estudos de casos direcionando para a solução de problemas, direcionado para a prática diária, centrado no participante, capaz de promover o trabalho coletivo e favorecer o espírito de equipe e a troca de experiências. A turma será dividida em grupos e serão desenvolvidos debates durante a vivência e prática na própria Unidade de Saúde de cada município e apresentada na forma de avaliação quanto ao processo de aprendizagem. O curso terá carga horária de 90 horas e será ministrado em três etapas.

 
Assessoria de Comunicação e Marketing da ESP-CE – ascom@esp.ce.gov.br