PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

9. Técnico em Prótese Dentária

31 de julho de 2008 - 19:34

9.1 Apresentação
O Brasil Sorridente, lançado em março de 2004, em Sobral-Ceará, constitui-se em uma política estruturada pelo Governo federal, com o objetivo de ampliar e garantir a assistência odontológica à população brasileira. Os Centros de Especialidades Odontológicas (CEOs) são unidades de saúde especializadas, constituindo-se em uma das frentes de atuação do programa. Cada CEO fará o atendimento clínico especializado que não puder ser executado nas unidades básicas e contará com um laboratório de próteses dentárias. Ao lado do câncer de boca, a ausência de dentes é um dos mais graves problemas da saúde bucal no Brasil. Estima-se que oito milhões de pessoas precisam de prótese dentária no país. Daí a necessidade de se dispor do Técnico em Prótese Dentária (TPD) nas unidades de saúde do Sistema Único de Saúde (SUS).

9.2 Público-alvo
Trabalhadores que atuam no Sistema Único de Saúde e pessoas da comunidade que tenham concluído ou estejam cursando o ensino médio.

9.3 Objetivos
– Oferecer condições para que o educando desenvolva as competências profissionais necessárias e comuns aos trabalhadores da área da Saúde e as competências específicas da profissão de técnico, de modo a favorecer o diálogo e a interação com os demais trabalhadores, facilitando a navegabilidade na área e ampliando seu campo de atuação.
– Favorecer a inserção do Técnico em Prótese Dentária no mercado de trabalho.
– Favorecer o aperfeiçoamento profissional do Técnico em Prótese Dentária.
– Favorecer a adoção de atitudes positivas do Técnico em Prótese Dentária frente a mudanças e a novas situações profissionais.

9.4 Metodologia
Importantes mudanças no contexto social, demográfico e epidemiológico, científico e tecnológico têm tornado a prática no campo da saúde cada vez mais complexa, exigindo das instituições educacionais importantes mudanças, principalmente no que se refere às suas abordagens educacionais, com o objetivo de aumentar a capacidade de preparar os profissionais de saúde para enfrentar novos desafios e de oferecer respostas adequadas às necessidades das comunidades. Os programas educacionais que a ESP/CE utiliza nos cursos técnicos devem, preferencialmente, ser baseados em problemas, promovendo, além da aprendizagem de conhecimentos integrados, o desenvolvimento de atitudes de cooperação, suporte mútuo e congruência social.

9.5 Conteúdo
O curso é ministrado em quatro módulos:
 Módulo Contextual Básico: Introdução à Profissão de TPD; Gestão em Saúde e Planejamento do Trabalho; Educação para o Autocuidado; Saúde e Segurança do Trabalho; Biossegurança nas Ações de Saúde; Ética e Legislação em Saúde; Suporte Básico de Vida.
Módulo Específico I: Administração de Laboratório de Prótese; Materiais Dentários; Prótese Total.
Módulo Específico II: Princípios de Confecção de Próteses, Placas de Clareamento e Aparelhos Ortopédicos e Ortodônticos; Anatomia e Fisiologia do Sistema Estomatognático; Prótese Parcial Removível.
Módulo Específico III: Prótese Parcial Fixa; Princípios de Estética.

9.6 Carga-horária
1.950 horas, distribuídas entre 1.300 horas teórico-práticas e 650 horas de estágio supervisionado.