PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Morte do sanitarista Luiz Roberto Barradas Barata é grande perda para o SUS

19 de julho de 2010 - 16:44

 

 

O Secretário da Saúde do Estado, Arruda Bastos, vice-presidente adjunto do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (CONASS) para a Região Nordeste, lamentou a morte do do médico sanitarista e Secretário de Estado da Saúde de São Paulo, Luiz Roberto Barradas Barata, ocorrida no sábado, dia 17 de julho. “É uma grande perda para o SUS”, declarou Arruda Bastos sobre a morte de Barradas, vítima de um infarto do miocárdio.

Um dos fundadores do Sistema Único de Saúde (SUS), Barradas tinha 57 anos. Ele sentiu-se mal em casa e deu entrada no Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia por volta das 19 horas já com parada cardíaca. O secretário foi submetido a um procedimento de cinecoronariografia (cateterismo de urgência) quando foi constatada obstrução completa do tronco coronário principal. Apesar de todos os esforços, Barradas Barata não resistiu e morreu.

Sob seu comando, como secretário e secretário-adjunto, a Secretaria de Estado da Saúde entregou 31 novos hospitais, implantou o modelo de Organizações Sociais de Saúde para gerenciamento de unidades públicas de saúde, criou o programa Dose Certa para distribuição gratuita de medicamentos básicos à população, construiu o Instituto do Câncer do Estado de São Paulo, entregou duas novas fábricas de remédios, construiu uma fábrica de vacinas, idealizou e entregou os AMEs (Ambulatórios Médicos de Especialidades), realizou mutirões de consultas e exames, criou Centros de Referência do Idoso, construiu o primeiro hospital público de transplantes do Brasil, idealizou a lei anti-fumo, humanizou o atendimento nos hospitais e reorganizou a rede de atendimento no Estado de São Paulo, entre outras iniciativas.

Como membro do CONASS sempre teve participação ativa, sendo referência para todos os secretários, pela sua experiência acumulada no desempenho da função de Secretário de Estado da Saúde desde 2003. Além de suas realizações na área da saúde pública, fica a lembrança de uma pessoa voltada ao serviço público e a defesa do Sistema Único de Saúde – SUS, que ajudou a implantar.

Fonte: Assessoria de Comunicação da Sesa