PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Residência em Emergência faz convênio com hospital de Chicago

29 de junho de 2010 - 10:21

 

 

A Residência em Medicina de Emergência da Secretaria da Saúde do Estado firmou convênio com o Northwestern Memorial Hospital, de Chicago, nos Estados Unidos, para oferecer estágio aos residentes. Nesta segunda-feira, 28 de junho, a residente Fabrícia Araújo embarcou para os Estados Unidos para cumprir estágio de três meses, e aprender tudo sobre protocolos de emergência médica. No ano passado, a Residência em Medicina de Emergência iniciou intercâmbio para levar residentes aos serviços de emergência de hospitais dos Estados Unidos.

O Ceará é o primeiro Estado do Norte e Nordeste e o segundo do Brasil a oferecer Residência em Medicina de Emergência. O curso conta atualmente com seis residentes. A primeira turma concluirá o curso em 2011. No País, fora o Ceará residência nessa área é oferecida somente no Rio Grande do Sul. A residência tem duração de três anos. Qualificar e humanizar ainda mais os profissionais são os principais objetivos. Tudo planejado para melhorar o atendimento aos pacientes em casos de emergência.

A Residência vai formar médicos para atender todo tipo de emergência, desde infarto do miocárdio até politraumatismo. Como, normalmente, o atendimento de urgência e emergência é pulverizado nas unidades de saúde, o médico formado nessa Residência específica terá condições de fazer o atendimento completo, onde quer que ele esteja, independente da patologia.

Para cobrir os diversos casos de emergências, a Residência será realizada em unidades de saúde com perfis específicos – Instituto Dr. José Frota (IJF), para traumas e causas externas; Hospital de Messejana, para cardiologia; Hospital de Saúde Mental, para psiquiatria; Hospital São José, para infectologia; Hospital César Cals, para gineco-obstetrícia; Hospital Geral de Fortaleza, para casos clínicos; e Hospital Infantil Albert Sabin, para pediatria. Com o intercâmbio, os residentes ganham agora a oportunidade de ampliar seus conhecimentos em práticas adotadas em outros países.

 
Fonte: Assessoria de Comunicação da Sesa