PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Cid Gomes inaugura dia 25, em Acaraú, o quinto CEO regional

20 de maio de 2010 - 14:43

 

 

Em Acaraú, município da região norte, há três obras do Governo do Estado na área da saúde: o Hospital Regional de Acaraú, a policlínica regional e o Centro de Especialidades Odontológicas regional. O CEO já está pronto e será inaugurado no próximo dia 25, às 18 horas, pelo governador Cid Gomes e o secretário da saúde do Estado, Arruda Bastos.

Numa área construída de 496,90 metros quadrados e um total de 41 profissionais, o CEO fará 136 atendimentos por dia. A população de 199.633 habitantes dos municípios de Jijoca de Jericoacoara, Bela Cruz, Itarema, Morrinhos e Acaraú passam a ter acesso, na própria região, a serviços especializados em saúde bucal, como ortodontia, periodontia, próteses, cirurgias e diagnóstico de câncer de boca. Para as pessoas com deficiência, a nova unidade acolhe e atende em condições e estrutura adequadas.

Foram investidos R$ 974.977,20 nas obras do CEO regional em Acaraú, que fica na Rua Desembargador Armando Louzada, s/n. Os recursos foram garantidos pelo Tesouro do Estado. Na aquisição de equipamentos o investimento foi de R$ 940.538,00, recursos também do Tesouro Estadual.

Além do CEO regional em Tauá, o Governo do Estado, através da Secretaria da Saúde, já entregou á população o CEO regional em Ubajara, o CEO regional em Juazeiro do Norte, o CEO regional em Baturité e o CEO regional em Russas. No total, são 16 novos CEO, além de mais uma unidade ampliada e reformada em Sobral. Os CEO novos fazem parte do Programa de Expansão e Melhoria da Assistência Especializada no Estado do Ceará, desenvolvido pela Sesa e que inclui ainda os dois hospitais regionais em construção em Juazeiro do Norte e Sobral e ainda 21 policlínicas regionais. Das 21 policlínicas, sete estão com as obras em fase de conclusão.
 
A gestão dos CEO, a exemplo das policlínicas, é através de consórcios públicos de saúde, uma estratégia nova, no Ceará, de fortalecimento da regionalização. Com os consórcios, o custeio e a gestão das unidades são compartilhados entre o governo do Estado e as prefeituras municipais da região.

 

Fonte: Assessoria de Comunicação da Sesa