PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Lançamentos da ENSP marcam semana mundial da saúde

5 de abril de 2010 - 14:22

 
Em alusão à semana comemorativa do Dia Mundial da Saúde, de 5 a 9 de abril, a Editora Fiocruz e a Livraria Travessa realizarão o evento ‘Saúde na Travessa’, com o lançamento de cinco obras sobre o tema. Dentre os lançamentos, quatro títulos são de pesquisadores da ENSP, que abordam saúde mental e atenção psicossocial; saúde, ambiente e sustentabilidade; violência e saúde; e Aids na terceira década. O Dia Mundial da Saúde em 2010, comemorado em 7 de Abril, tem como foco urbanização e saúde.

Os autores Maria Cecília Minayo, do Centro Latino-Americano de Estudos de Violência e Saúde Jorge Careli (Claves/ENSP); Paulo Amarante, do Laboratório de Atenção Psicossocial em Saúde (Laps/ENSP); Carlos Machado de Freitas e Marcelo Firpo Porto, do Centro de Estudos da Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana (Cesteh/ENSP); e Francisco Inácio Bastos, coordenador do Programa de Epidemiologia em Saúde Pública da ENSP, participarão da semana de lançamentos, que também contará com a presença do pesquisador do Instituto de Saúde Coletiva da Universidade Federal da Bahia, Jairnilson Paim, que irá apresentar seu livro ‘O Que É o SUS’. Todas as obras fazem parte da coletânea Temas em Saúde.

O ‘Saúde na Travessa’ acontece de 5 a 9 de abril, das 17h30 às 19h, na Travessa do Ouvidor 17, Centro do Rio de Janeiro. Confira a programação e as sinopses dos livros.

T e m a s | A u t o r e s

 

Capa do livro Saúde Mental e Atenção Psicossocial - Paulo Amarante

Segunda-feira, 5 de abril
Saúde Mental e Atenção Psicossocial – Paulo Amarante

A obra analisa o percurso “que vai das bases da psiquiatria e do manicômio aos projetos atuais de construção de um novo ‘lugar social’ para as pessoas em sofrimento mental”.

 

 

 Capa do livro Saúde, Ambiente e Sustentabilidade - Carlos Machado de Freitas e Marcelo Firpo Porto Terça-feira, 6 de abril
Saúde, Ambiente e Sustentabilidade – Carlos Machado de Freitas e Marcelo Firpo Porto

Este livro, de caráter introdutório e informativo, apresenta aos leitores de distintas áreas do conhecimento, em especial aos que atuam mais diretamente nos campos ambiental e da saúde, uma visão abrangente dos problemas de saúde e ambiente, os quais vêm marcando cada vez mais as sociedades modernas. Os autores desse livro vêm desenvolvendo um trabalho em conjunto desde a década de 90, investigando as interfaces entre questões de saúde e ambiente com o intuito de identificar e apontar futuros propícios para a promoção da vida.

 Capa do livro O Que É o SUS - Jairnilson Paim Quarta-feira, 7 de abril (Dia Mundial da Saúde)
O Que É o SUS – Jairnilson Paim

O livro ‘O que é o SUS ?’ tem o propósito de esclarecer o que é, o que não é, o que faz, o que deve fazer e o que pode fazer o SUS, e é destinado a todos que estão na luta por uma saúde pública de qualidade, trabalhadores do SUS, pesquisadores, militantes de movimentos sociais e a sociedade em geral.

 Capa do livro Violência e Saúde - Maria Cecília Minayo Quinta-feira, 8 de abril
Violência e Saúde – Maria Cecília Minayo

Nesse livro, a autora busca introduzir uma reflexão sobre as articulações entre o tema da violência e suas repercussões na saúde dos brasileiros por meio da conceituação da violência no campo sociológico, da sua articulação com a saúde e de propostas de atuação. A discussão abrange aspectos históricos, culturais, sociológicos e econômicos, considerando que, em suas relações, a violência se apresenta ora como manifestação da dinâmica e da trajetória de uma sociedade, ora como fenômeno específico que se destaca e influencia essa mesma dinâmica social.

 Capa do livro Aids na Terceira Década - Francisco Inácio Bastos Sexta-feira, 9 de abril
Aids na Terceira Década – Francisco Inácio Bastos

Esse pequeno volume apresenta uma espécie de cronologia e ‘balanço’ da doença nas três últimas décadas, observando ainda os aspectos sociais e culturais de um fenômeno mundial. Ao apreciar a leitura, percebemos que a história da Aids compreende, infelizmente, relatos degradantes de estigmatização e marginalização de pessoas sob risco de contrair/transmitir o HIV ou já vivendo com a infecção. Felizmente, também existem histórias de solidariedade e altruísmo, mobilização social e os avanços de uma ciência praticada com ética e qualidade.

 

Fonte: ENSP