PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Sesa entrega Medalha Rodolpho Theóphilo a seis personalidades

30 de março de 2010 - 09:57

                                                                                                 Fotos: Andréa Veras

 

A Secretaria da Saúde do Estado realizou na terça-feira, dia 30 de março, a entrega da Medalha Rodolpho Theóphilo de Saúde Pública a seis personalidades que se destacaram nas ações, gestão e fortalecimento do Sistema Único de Saúde. A solenidade aconteceu no auditório da Sesa (Avenida Almirante Barroso, 600, Praia de Iracema).

Os agraciados com a Medalha são: o professor emérito da Universidade Federal do Ceará, João Barbosa Pires de Paula Pessoa; a enfermeira do Núcleo de Vigilância Epidemiológica da Sesa Maria do Socorro Ramos da Ponte; a pediatra do Hospital Infantil Albert Sabin Maria Helena Lopes Cavalcante; o clínico geral do Hospital Geral Dr. César Cals Oto Leal Nogueira, o Secretário Chefe de Gabinete do Governador e deputado estadual, Ivo Ferreira Gomes; o psiquiatra Nilson Moura Fé, in memorian, que até dezembro de 2009 era supervisor do Núcleo de Atenção à Saúde Mental da Sesa.]

João Ananias
“Com a Medalha reconhecemos o trabalho de médicos, enfermeiros, gestores e de todos os profissionais da saúde nas conquistas e resultados de uma saúde pública mais acessível, descentralizada e fortalecida”, afirma João Ananias. Para ele, “o perfil atual da saúde pública do Ceará, sob qualquer ponto de vista, é de avanços, notadamente na assistência, com a construção, ampliação e reforma de unidades em todas as regionais no interior do Estado”. Cita como exemplos os cinco CEOs já concluídos,17 policlínicas e dois hospitais (Cariri e Norte) em construção e ainda os cinco hospitais-polo ampliados e reformados.

A Medalha Rodolpho Theóphilo de Saúde Pública foi criada por decreto do governador Cid Gomes em 30 de dezembro de 2008, nas comemorações dos 20 anos do SUS. A medalha é uma homenagem ao farmacêutico Rodolpho Theophilo, que esteve na linha de frente na passagem do século XIX para o século XX no combate a varíola. Sem apoio governamental, criou e financiou a vacina contra a doença. A peste atingiu um quinto da população de Fortaleza na época. Mais do que “testemunha ocular da história”, como se refere o jornalista e escritor Lira Neto no livro “O poder e a peste”, Rodolpho Theophilo também esteve na linha de frente do movimento abolicionista e contra a oligarquia Accioly. Foi um dos membros da Padaria Espiritual, que antecipou os pressupostos da Semana de Arte Moderna de 22.

Fonte: Assessoria de Comunicação da Sesa

 
Confira aqui os melhores momentos da solenidade