PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Centenas de caixas de medicamentos já arrecadados para o povo do Haiti

22 de janeiro de 2010 - 10:36

Em apenas três dias, o Comitê Cearense de Solidariedade ao Povo do Haiti, formado pela Secretaria da Saúde do Estado na última segunda-feira, 18, já arrecadou centenas de caixas de medicamentos para enviar ao Haiti, devastado por terremoto. O balanço das doações foi apresentado nesta quinta-feira, 21, pelo coordenador do Comitê e secretário executivo da Sesa, Arruda Bastos, durante reunião com grupos de voluntários interessados em compor um banco de profissionais que podem ir em missão de ajuda humanitária em ações de saúde para o Haiti. Entre os medicamentos doados por empresas e prefeituras, estão analgésicos, antiinflamatórios e material para cirurgias.

O número de voluntários cadastrados no site da Sesa (www.saude.ce.gov.br/voluntario) já chega a 300. São médicos, enfermeiros, auxiliares e técnicos de enfermagem, farmacêuticos, psicólogos, odontólogos, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, biólogos, jornalistas. Muitos dos voluntários cadastrados tiraram dúvidas hoje pela manhã sobre a ajuda aos haitianos com os integrantes do Comitê. Veja as respostas para as principais dúvidas:

1- Quando os voluntários devem ir ao Haiti?

O Ministério da Saúde enviou esta semana três técnicos ao Haiti para ver de perto as prioridades e necessidades de profissionais. Concluída a avaliação, a coordenação nacional de urgência e emergência do Ministério da Saúde fará a comunicação ao Comitê Cearense de Solidariedade ao Povo do Haiti do perfil da demanda e em que período poderá viajar.

2- Qual o tempo de permanência no Haiti?

Devido o desgaste físico e emocional de uma situação de caos, o prazo de permanência não ultrapassa 15 dias. Daí, a necessidade de constituir um banco com uma grande variedade de profissionais para estabelecer uma rotatividade.  O que temos que deixar bem claro é a importância de preparar esse banco de voluntários para atender a indicação a qualquer hora, dia ou mês da coordenação do Ministério da Saúde. Não podemos esquecer que a crise não vai acabar em um mês, três meses ou sete meses.

3 – Qual a remuneração dos voluntários?
Os governos federal e estadual vão assumir, caso seja feita a convocação, os custos de viagem. Como o próprio nome sugere, a ação é voluntária, que deve ser uma prática humanitária, um exercício da solidariedade.

4- Quem deve assumir os custos de hospedagem?

Todos os voluntários no Haiti estão em instalações improvisadas em hospital de campanha e no anexo. Não há hospedagem em hotéis. Os voluntários devem lembrar que a situação é grave no País, sem oferta dos serviços básicos, como energia elétrica, comunicação e até água.

5- Onde obter mais informações sobre documentos para viagem internacional, vacinas necessárias, treinamentos de profissionais?

O Comitê Cearense de Solidariedade ao Povo do Haiti funciona na Secretaria da Saúde do Estado, na Avenida Almirante Barroso, 600, Praia de Iracema.  Informações pelo telefone podem ser obtidas pelo 3101 5292, com a secretária executiva do Comitê, a enfermeira Telma Veras, na Assessoria de Comunicação da Sesa.             

Outras informações sobre a ajuda ao Haiti:

> Sesa cria Comitê para enviar profissionais ao Haiti e arrecadar medicamentos

> Secretaria da Saúde do Estado cadastra voluntários para ajuda ao Haiti

 
Fonte: Assessoria de Comunicação da SESA