PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

ESP-MS realiza II Congresso de Saúde Coletiva

15 de abril de 2009 - 03:00

 

 

 

Até a próxima quinta-feira (16), acontece em Campo Grande (MS) o II Congresso de Saúde Coletiva de Mato Grosso do Sul, em comemoração aos 20 anos de criação da Escola de Saúde Pública Dr. Jorge David. Nasser. O evento, que acontece no Centro de Convenções Rubens Gil de Camilo, reúne profissionais conhecidos internacionalmente.

Discutir as políticas públicas implementadas no país é um dos principais objetivos do evento, voltado aos profissionais e usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), para ampliar a qualidade dos serviços prestados à população. Cerca de 500 pessoas participaram da abertura do Congresso, na segunda-feira, 13, com a participação do ministro da Saúde, José Gomes Temporão.

Na ocasião, Temporão fez um rápido balanço da evolução vivida no País, nos últimos 20 anos, no que diz respeito à assistência à saúde da população brasileira, evidenciando o trabalho desempenhado pelo SUS – Sistema Único e de Saúde que, segundo o  ministro, “sofre críticas, principalmente, dos que não o usam, aliás, pensam que não usam” .

Para  o ministro, dos  190 milhões de brasileiros, 150 milhões dependem exclusivamente  do SUS. Os outros 40 milhões, os que possuem planos de saúde, “pensam  que não usam  os trabalhos do SUS, mas  terminam, de uma forma ou de outra,  utilizando”.  Temporão afirmou que, nos últimos 20 anos, o país conseguiu estruturar um sistema de saúde completamente  diferente e dinâmico.
 

O ministro declarou ser um compromisso de sua gestão, a estruturação de uma unidade da Fundação Oswaldo Cruz em Campo Grande. O qual reiterou na presença do presidente da entidade, também participante do Congresso, Paulo Gadelha, um dos palestrantes.
 
 

Participam do Congresso o governador do MS André Puccinelli; o ministro da Saúde, José Gomes Temporão,; a secretária de saúde do MS, Beatriz Dobashi; o presidente da Fiocruz, Paulo Gadelha; o presidente do Conass – Conselho Nacional de Secretários de Saúde Antonio Carlos Figueiredo Nardi; a presidente da Escola de Saúde Pública do MS, Mariza Pereira dos Santos, o superintendente da Escola de Saúde Pública do Ceará, Haroldo Pontes, os deputados federais, Waldemir Moka e Geraldo Rezende, além  de secretários e diretores de entidades de saúde de vários estados do país e representantes do Paraguai e da Bolivia.

Fonte: Secretaria de Estado de Saúde de Mato Grosso do Sul
Mais informações:
www.saude.ms.gov.br