PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Caravana em Defesa do SUS é lançada

17 de março de 2009 - 03:00

A Caravana em Defesa do SUS foi lançada, na manhã de quinta-feira, dia 12 de março, na Câmara dos Deputados, em Brasília, com a presença do Ministro da Saúde, José Gomes Temporão, diversos parlamentares, representantes dos gestores, trabalhadores e movimentos populares.

A mesa foi composta pelo presidente do CNS, Francisco Batista Júnior, ministro da Saúde, José Gomes Temporão, representante da Opas no Brasil, Diego Victória, deputado dr. Rosinha, representante da Presidência da Câmara dos Deputados, deputado Paulo Rubem Santos, representante da Frente Parlamentar da Saúde, representante dos usuários, Afonso Magalhães, Jurandir Frutuoso, representante do Conass e Arilson da Silva, representante do Conasems. Representando as mulheres presentes, a Conselheira Zilda Arns se juntou ao grupo.

O presidente do CNS lembrou que o SUS atende 100% da população, “independentemente de sexo, ideologia ou credo”. Para Batista, o modelo é exemplar no mundo, “mas temos que ir além do que fomos até agora, o que significa percorrer o País e ouvir a população, mobilizando e fazendo pressão. Precisamos avançar e assumir que o SUS bate de frente com interesses hegemônicos e muito poderosos”. O presidente lembrou, também, a importância da regulamentação da Emenda 29 e de tornar o SUS Patrimônio da Humanidade – bandeiras da Caravana.

O representante dos usuários do SUS, Afonso Magalhães, lembrou que o debate acerca da universalização chegou aos Estados Unidos, por ser esse o modelo mais justo e coerente de atendimento à população. Para ele, o SUS como Patrimônio da Humanidade vai impedir o retrocesso no atendimento, “é uma bandeira que temos que abraçar”.

Para o deputado dr. Rosinha, eventos como a Caravana estavam fazendo falta. “Nos seus 20 anos o SUS vem perdendo espaço na mídia como algo a ser defendido e com isso a sociedade passa a acreditar que o que é bom é o privado. Precisamos retomar o debate público do resgate da cidadania”. Ele lembrou a importância da mobilização popular. “O Congresso Nacional avança quando há pressão popular e esse evento vai pressionar o Congresso pela regulamentação da Emenda 29”.

O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, destacou que a Caravana não apenas vai explicar à população o sentido do SUS como Patrimônio da Humanidade, mas “vai fazer a defesa da mais importante política de defesa social do Brasil”. Para o ministro, o governo destina poucos recursos para a saúde, “precisa tirar de outras áreas, pois cada real investido tem retorno garantido”. O ministro lembra que a regulamentação da Emenda 29 é fundamental para solucionar esse problema e que falta, apenas, a Câmara dos Deputados votar um destaque para que a EC seja encaminhada ao Senado Federal.

Movimento chega ao Nordeste

A Caravana tem como tema central a defesa do  SUS como Patrimônio Social e Cultural da Humanidade, bem como a Gestão do Trabalho, Modelo de Atenção, Financiamento, Controle Social, Intersetorialidade, Complexo Produtivo da Saúde e Humanização no SUS.

A intenção é promover debates em torno da conjuntura atual na saúde, respeitando realidades específicas e necessidades de cada Estado.

No Maranhão, está acontecendo um seminário sobre Controle Social, entre os dias 16 e 18 de março, com o lançamento da caravana no dia 19 de março.
 
No Ceará, o evento acontece dia 25 de março, na sede da Escola de Saúde Pública, e está sendo articulado por todos os atores sociais envolvidos com o SUS QUE DÁ CERTO. Participe!

Fonte: Conselho Nacional de Saúde