PortugueseEnglishFrenchSpanish
PortugueseEnglishFrenchSpanish

Paulo Gadelha assume a Presidência da Fiocruz

16 de janeiro de 2009 - 03:00

 

 
O presidente eleito da Fiocruz, médico cearense Paulo Gadelha, tomou posse na tarde de quinta-feira (15), em solenidade realizada na frente do Castelo da Fundação, símbolo da instituição. Apesar do forte calor, mais de mil pessoas assistiram à cerimônia, que foi marcada pela emoção. O sanitarista Paulo Buss, que transmitiu o cargo a Gadelha, saudou o novo presidente da instuição e foi homenageado pelos servidores com uma placa.  

“Gadelha, amigo e confidente nos momentos difíceis, desponta com a esperança de fazer uma gestão ainda melhor e mais brilhante, por sua competência, experiência e dedicação à Fiocruz”, discursou Buss, que passa a integrar o colegiado de ex-presidentes.

O novo presidente da Fundação, o médico Paulo Gadelha, assinou o Livro de Ouro e foi empossado no cargo pelo ministro da Saúde, José Gomes Temporão, que representava o presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva. O discurso de posse foi recheado de referências históricas, sobretudo relacionadas à centenária Fiocruz. Recordou, principalmente, as trajetórias de Oswaldo Cruz, Carlos Chagas e Sergio Arouca, bem como o processo pelo qual o Castelo – símbolo maior da instituição – se abriu para o encontro com o cidadão brasileiro.

Entre os compromissos assumidos por Gadelha está o de aprofundar esse papel da Fiocruz de colocar a ciência e a tecnologia a serviço da população, o que significa fortalecer o SUS, definido pelo novo presidente como “a mais significativa experiência de inclusão social”. “Um compromisso que se intensifica num momento de crise global, posto que é preciso trabalhar para impedir efeitos perversos sobre a saúde”, disse Gadelha.

Entre as autoridades presentes à cerimônia estiveram o ministro da Saúde, José Gomes Temporão, que representou o presidente Lula, o ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, o ministro interino da Secretaria Especial de Políticas para Igualdade Racial, Eloi Ferreira de Araújo, o ministro interino da Secretaria Especial dos Direitos Humanos, Rogério Sottili, o governador do Ceará, Cid Gomes, os secretários estadual e municipal de Saúde do Rio de Janeiro, Sérgio Côrtes e Hans Dohmann, respectivamente, a representante do Fórum do Movimento Social de Manguinhos para o Desenvolvimento Eqüitativo e Sustentável (FMSDES), Patrícia Evangelista, e mais de 150 outros convidados, entre representantes do governo, de empresas, da academia, de organizações da sociedade civil e políticos.

Trajetória

Graduado em medicina pela Uerj, o cearense Paulo Ernani Gadelha Vieira, 57 anos, presidiu a Associação de Médicos Residentes do Rio de Janeiro e a Associação Nacional de Médicos Residentes. Mestre em medicina social pela Uerj e doutor em saúde pública pela Fiocruz, é vice-presidente da Fundação desde 2001.

Fonte: Portal Fiocruz www.fiocruz.br