Acesso Rápido

O que você precisa?

Telefones Úteis

Residência na Rua partilha primeiras devolutivas de 2017

Ter, 07 de agosto de 2017 14:26

 

 

 

A equipe do Projeto Residência na Rua: Saúde, Cultura e Arte (PRR) reuniu-se, no último dia 2, para apresentar os encaminhamentos iniciais das atividades realizadas no primeiro semestre de 2017. Implementada desde 2016, a iniciativa coordenada pela Residência Integrada em Saúde da Escola de Saúde Pública do Ceará (RIS-ESP/CE) é um projeto intersetorial de promoção da saúde e cidadania junto à população em situação de rua da Praça do Ferreira a partir de uma parceria da ESP/CE, Secretaria da Saúde do Ceará (SESA) e Secretaria da Cultura do Ceará (Secult).

 

 

Durante o encontro, a equipe do PRR socializou alguns dos casos acompanhados durante os cinco primeiros meses de atividades deste ano. O grupo, que iniciou os trabalhos em abril, conta com uma equipe multiprofissional de oito integrantes, entre residentes e preceptores que orientam as atividades dos profissionais em campo.
 
 
 

 

 

De acordo com Rafael Rolim, tutor da RIS-ESP/CE e coordenador do projeto, o que tem se verificado é a grande dificuldade de reinserção social de todas as pessoas em situação de rua que se encontram em áreas da cidade como a Praça do Ferreira. Ele explica que a equipe da PRR tem, nesse sentido, o importante papel de fazer a ponte entre essas pessoas que precisam de apoio clínico assistencial e as redes de atenção do estado.

 

 

“A gente apresenta a rede. Não fazemos um trabalho assistencialista. Mas sim de empoderamento dessas pessoas para que eles possam, a partir dai, se implicar no seu processo de socialização, de retorno ao trabalho e ao convívio familiar, se assim ele desejar”, afirma Rafael, que enfatiza a relevância do caráter interprofissional do programa, uma vez que a equipe do PRR conta com profissionais da área da enfermagem, da psicologia e do serviço social.

 

 

O tutor explica que na esfera da psicologia, por exemplo, os profissionais da equipe procuram trabalhar as subjetividades dessas pessoas que se encontram nas ruas entendo-os como um sujeito bio psicossocial. “Fazemos um trabalho de escuta qualificada para a compreensão dos problemas que geram toda vulnerabilidade psicológica que leva o indivíduo à situação de rua”, enfatiza.

 

 

Já nas áreas do serviço social e da enfermagem, a equipe vem dando apoio aos grupos que se encontram na Praça do Ferreira, principalmente em relação a orientações para retirada de documentos pessoais, acesso a equipamentos de saúde para a realização de acompanhamentos e tratamento de possíveis enfermidades.

 

 

Desde agosto de 2016, o grupo de residentes tem trabalhado com as pessoas em situação de rua, levando inclusive espetáculos que refletem a saúde mental e a cidadania. Em 2017, a equipe do PRR seguirá se reunindo sempre às terças e quartas-feiras em turnos alternados entre manha, tarde e noite. 
 
 
 
 
 
Assessoria de Comunicação e Marketing da ESP/CE
( Este endereço de e-mail está protegido contra SpamBots. Você precisa ter o JavaScript habilitado para vê-lo. )
Twitter: @espce
Facebook: espce

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 
ESP - Saúde em Foco debate desafios na luta contra o câncer de próstata

Sex, 17 de novembro de 2017 16:31

 

 

 

 

A Escola de Saúde Pública do Ceará (ESP/CE), por meio da sua Assessoria de Desenvolvimento Institucional (Adins), realizará no próximo dia 23, quinta-feira, a segunda edição do Colóquio ESP – Saúde em Foco. Neste mês de novembro, o evento abordará o tema “Novembro Azul: Promoção da Saúde Integral do Homem. O encontro ocorrerá no Instituto JCPM de Compromisso Social, localizado no Shopping RioMar Fortaleza.
 

 

A iniciativa tem como principal objetivo fomentar uma discussão sobre a prevenção do câncer de próstata, estimulando o conhecimento sobre a promoção da saúde integral do homem, em ocasião à campanha Novembro Azul.
 

 

Aberto ao público, o evento terá início a partir das 10 horas e será debatido por Salustiano Gomes de Pinho Pessoa, especialista em cirurgia oncológica, cirurgia plástica e microcirurgia reconstrutiva e superintendente da ESP/CE; Dr. Vladmir Pinheiro de Oliveira, cirurgião oncológico e especialista em câncer urológico; e Dra. Clarissa Esmeraldo, psicóloga graduada e com mestrado pela UFC, psicanalista com formação no Corpo Freudiano Escola de Psicanálise.
 

 

Durante o encontro serão discutidas variáveis temáticas acerca dos desafios no combate ao câncer de próstata, além da distribuição de laços da campanha Novembro Azul. O evento conta com o apoio do Instituto João Carlos Paes Mendonça de Compromisso Social (IJCPM), do Shopping RioMar Fortaleza e da Fanor DEVRY Dunas.
 

 

O câncer de próstata é considerado o segundo mais comum na população masculina em todo o mundo. A maioria dos cânceres de próstata é diagnosticado em homens acima dos 65 anos, e somente menos de 1% é diagnosticado em homens abaixo dos 50 anos.
 

 

Esse é um tipo de câncer que acomete a glândula da próstata, que faz parte do sistema reprodutivo do homem. Considerada uma doença silenciosa, pode demorar até anos para se manifestar e os sinais costumam aparecer já na fase avançada.

 

Com o aumento da expectativa de vida mundial, é esperado que o número de novos casos aumente cerca de 60%. Para esse tipo de câncer, a estimativa é de 2.550 novos casos no Ceará, sendo 590 só em Fortaleza, segundo dados do Instituto do Câncer do Ceará – ICC.

 


Novembro Azul

Criado por um grupo de amigos australianos, o projeto – que tem o bigode como seu símbolo – tem o objetivo de conscientizar os homens sobre cuidados básicos de saúde e, principalmente, sobre a luta contra o câncer de próstata. 
 
 
 
 
 
 
 
Assessoria de Comunicação e Marketing da ESP/CE
Este endereço de e-mail está protegido contra SpamBots. Você precisa ter o JavaScript habilitado para vê-lo.
Facebook: /espce
Instagram: @espceara 

 

 

 

 
Divulgado o gabarito da prova escrita da Especialização em Medicina de Emergência

Seg, 06 de Janeiro de 2012 10h28

 

A Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa) e a Escola de Saúde Pública do Ceará (ESP-CE) divulgam o gabarito da prova escrita, realizada no último dia 5, para ingresso na Especialização em Medicina de Emergência (molde residência). Para o complexo de emergência em Fortaleza, foram ofertadas seis vagas no programa Medicina de Emergência E1 e seis para a Medicina de Emergência E4. Para a Santa Casa de Misericórdia de Sobral foram oferecidas quatro vagas no programa Medicina de Emergência E1. Os recursos poderão ser feitos nos dias 6 e 7 de fevereiro. O resultado final será divulgado oficialmente no dia 13 de fevereiro no site da ESP-CE.

Os médicos que concorreram às vagas para a Especialização em Medicina de Emergência E1 fizeram uma prova com 50 quesitos do tipo múltipla escolha, envolvendo conhecimentos de Medicina Social e Preventiva (10), Clínica Médica (10), Cirurgia (10), Pediatria (10) e Ginecologia e Obstetrícia (10). Já para os que disputaram às vagas para a Especialização em Medicina de Emergência E4, foi aplicada uma prova escrita, com 50 quesitos do tipo múltipla escolha, versando sobre temas em emergências médicas.

A Especialização em Medicina de Emergência terá duração de três anos iniciais, com a possibilidade de mais um ano opcional. A carga horária será de 60 horas semanais. O treinamento será desenvolvido nos principais hospitais de Fortaleza, como o Instituto Dr. José Frota (IJF), Hospital Geral de Fortaleza (HGF), Hospital do Coração Messejana (HM), Hospital São José de Doenças Infecciosas (HSJ), Hospital Geral Dr. César Cals (HGCC), Hospital de Saúde Mental de Messejana (HSMM), Hospital Albert Sabin (Hias) e estágios no Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).


Mais informações na Coordenadoria de Residências em Saúde da ESP-CE: (85) 3101.1424.

 

 Para visualizar o edital você precisa ter o Adobe Acrobat Reader instalado.

 

Assessoria de Comunicação e Marketing da ESP-CE

 

 

 
Qualificação em Desenvolvimento Infantil avalia 1ª fase da formação

Qui, 16 de novembro de 2017 16:40

 

 

Reunida no Instituto Primeira Infância (IPREDE), a equipe do Curso de Qualificação em Desenvolvimento Infantil realizou nesta quinta-feira, 16, um encontro para avaliar o andamento da sua primeira fase, iniciada em 25 de setembro deste ano. Participaram do momento, a equipe pedagógica da capacitação, além de gestores da Escola de Saúde Pública do Ceará (ESP) e do IPREDE, representado pela vice-presidente, Glória Marinho.
 
 

 

Entre as principais pautas e objetivos do encontro, estavam a necessidade de estimular cada vez mais a integração entre a equipe de tutores do curso, bem como da importância de se fazer uma avaliação da sua Fase I e definir alguns alinhamentos conceituais, estratégicos e pedagógicos da formação.
 
 

 

Para a coordenadora do curso, Adriana Dallolio, a experiência dessa capacitação tem sido um exercício profissional bastante inspirador. “Esse é um momento para a gente parar um instante, tomar um fôlego e continuar nosso trabalho”, afirmou, pontuando o caráter inspirador que a capacitação tem instigado nos envolvidos. “Quando olhamos para o nosso trabalho, temos a certeza de que é para cada um de vocês, tutores e alunos, que estamos trabalhando”.
 
 

 

O curso, que ocorre em parceria com o Gabinete da Primeira-dama, o Fundo das Nações Unidas (Unicef) e o IPREDE, objetiva promover a formação em desenvolvimento infantil para cerca de 15 mil Agentes Comunitários de Saúde (ACS) que atuam em 184 municípios do Ceará.
 
 

 

 
O Diretor da Educação Profissional em Saúde, Caio Cavalcanti, também destacou a relevância de iniciativas que fomentem o desenvolvimento infantil. “Uma das formas de reduzirmos a desigualdade, que é tão grande nesse País, é investirmos na primeira infância”, destacou, enfatizando também o fato de o curso investir na formação dos ACS, uma vez que estes atuam diretamente junto às famílias do nosso Estado.
 
 
 
 
Ao todo, a formação conta atualmente com o número de 2.456 agentes cadastrados nas regiões de Fortaleza, Macro Sertão Central, Macro Litoral Leste e Macro Sobral. Até o momento, o Curso de Qualificação em Desenvolvimento Infantil conta com um total de 874 ACS em pleno processo formativo. Ao final da capacitação, cada município receberá um diagnóstico situacional da primeira infância, como um produto realizado durante o curso.
 
 

 

O retorno que a equipe pedagógica da formação recebe desses profissionais e das gestões nos municípios onde o curso ocorre é um motivador da iniciativa. Para a tutora Milena Barbosa, o reconhecimento do trabalho realizado é bastante visível em seu fazer diário. “Estamos contando com um apoio dos municípios e isso tem sido fundamental. Muitos ACS ficam bastante emocionados com as suas participações no curso”, destacou, enfatizando o fator de credibilidade que a ESP/CE tem junto a essa categoria profissional formado pelos agentes. 
 
 
 
 
 
 
 
Assessoria de Comunicação e Marketing da ESP/CE
Este endereço de e-mail está protegido contra SpamBots. Você precisa ter o JavaScript habilitado para vê-lo.
Facebook: /espce
Instagram: @espceara  

 

 
Saúde realiza treinamento de Vigilância Epidemiológica em Sobral

Ter, 14 de Novembro de 2017 15:05

 

 

 

A equipe da Vigilância Epidemiológica da Secretaria da Saúde de Sobral participou, no período de 6 a 10 de novembro, de um treinamento para implantação dos núcleos de vigilância epidemiológica no âmbito hospitalar. A formação foi ofertada a partir de parceria entre a Secretaria da Saúde do  Ceará (SESA) e da Escola de Saúde Pública do Ceará (ESP/CE).
 

 

O curso teve como público-alvo os enfermeiros que atuam nos hospitais, responsáveisa pela vigilância epidemiológica e controle de infecção hospitalar em unidades da atenção terciária de Sobral e da Região Norte.
 

 

Para a gerente da Vigilância Epidemiológica de Sobral, Sandra Flor, o funcionamento dos núcleos auxiliará uma melhor comunicação entre os hospitais e a vigilância epidemiológica do município. “Com isso, diminuiremos a subnotificação de doenças e agravos e também poder evitar que aconteçam óbitos, devido doenças de notificação compulsória, pois as unidades hospitalares poderão tomar medidas de prevenção e controle”, afirma.
 

 

Baseada na Lei 8.080/90, a Vigilância Epidemiológica é definida como um conjunto de ações que proporcionam o conhecimento, a detecção ou prevenção de qualquer mudança nos fatores determinantes e condicionantes de saúde individual e/ou coletiva com o intuito de recomendar e adotar medidas de controle e prevenção e controle das ações ou agravos.
 

 

Além de ser uma ferramenta metodológica para a prevenção e controle de doenças, a Vigilância constitui ações imprescindíveis de qualquer conjunto de medidas par o controle de doenças infecciosas e adquirem uma relevância fundamental no atual contexto da saúde brasileira. 
 
 
 
 
 

Assessoria de Comunicação e Marketing da ESP/CE
Este endereço de e-mail está protegido contra SpamBots. Você precisa ter o JavaScript habilitado para vê-lo.
Facebook: /espce
Instagram: @espceara     


 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo > Fim >>

Página 1 de 63

Serviços

Agenda - Novembro 2017

Do Se Te Qu Qu Se Sa
29 30 31 1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30 1 2

Escola de Saúde Pública do Ceará - Av. Antonio Justa, 3161 - Meireles, Fortaleza-CE - Cep 60165-090

Fone: (85) 3101.1398 - Fax (85) 3101.1423 - E-mail: esp@esp.ce.gov.br - Twitter: twitter.com/espce

Horário de Funcionamento: Segunda-Feira a Sexta-Feira, das 08h00 às 12h00 e 13h00 às 17h00

© 2017 - Governo do Estado do Ceará. Todos os Direitos Reservados - Ver localização no mapa