Acesso Rápido

O que você precisa?

Telefones Úteis

Página Inicial Noticias Notícias da ESP-CE Fórum sobre Hanseníase acontece na ESP/CE
voltar imprimir
Aumentar texto Diminuir texto

Fórum sobre Hanseníase acontece na ESP/CE

Qui, 31 de janeiro de 2019 10:31

 

 

 


A Escola de Saúde Pública do Ceará sediou, no último dia 30, o I Fórum “Hanseníase: Atualização no Manejo Clínico, Epidemiológico e Operacional”. O evento teve como objetivo promover atualizações no Manejo Clínico, Epidemiológico e Operacional da Hanseníase, além de apresentar a Pesquisa de Profilaxia Pós Exposição para Hanseníase, a ser realizada no Ceará, nas cidades de Fortaleza, Sobral e Maracanaú.
 



No período de 13 às 17 horas, foram realizadas palestras no auditório da ESP/CE para médicos, enfermeiro, dentistas, farmacêuticos, entre outros profissionais da saúde. O evento está inserido nas ações da campanha Janeiro Roxo, promovida pela Secretaria da Saúde do Ceará. Até o dia 23 de fevereiro, a SESA, em parceria com municípios e sociedade , promoverá palestras, busca ativa da doença, serviços em espaços públicos, seminário, cursos, oficinas e panfletagens.
 



De acordo com a SESA, o objetivo da campanha é esclarecer sobre a prevenção e importância do diagnóstico precoce. No Ceará, foram notificados 1.414 novos casos de hanseníase em 2018. O coeficiente de detecção geral foi de 15,9 por 100.000 habitantes, sendo que 80,3% foram avaliados quanto ao grau de incapacidade física no momento do diagnóstico e 9,4% já apresentaram grau 2. Em quatro anos, o número de casos reduziu 30,5% no Ceará.
 



Sobre a Hanseníase
 
A Hanseníase, conhecida antigamente como Lepra, é uma doença crônica, transmissível, de notificação compulsória e investigação obrigatória em todo território nacional. Possui como agente etiológico o Micobacterium leprae, bacilo que tem a capacidade de infectar grande número de indivíduos, e atinge principalmente a pele e os nervos periféricos, com capacidade de ocasionar lesões neurais, conferindo à doença um alto poder incapacitante, principal responsável pelo estigma e discriminação às pessoas acometidas pela doença.
 



A infecção por Hanseníase pode acometer pessoas de ambos os sexos e de qualquer idade. Entretanto, é necessário um longo período de exposição à bactéria, sendo que apenas uma pequena parcela da população infectada realmente adoece.
 



A Hanseníase é uma das doenças mais antigas da humanidade. As referências mais remotas datam de 600 a.C. e procedem da Ásia, que, juntamente com a África, são consideradas o berço da doença. Entretanto, a terminologia Hanseníase é iniciativa brasileira para minimizar o preconceito secular atribuído à doença, adotada pelo Ministério da Saúde em 1976. Com isso, o nome Lepra e seus adjetivos passam a ser proibidos no País.
 



O Brasil ocupa a 2ª posição do mundo, entre os países que registram casos novos. Em razão da elevada carga, a doença permanece como um importante problema de saúde pública no País.
 
 
 
 
Assessoria de Comunicação e Marketing da ESP/CE
Contato: Este endereço de e-mail está protegido contra SpamBots. Você precisa ter o JavaScript habilitado para vê-lo.
Twitter: @espce
Facebook: espce  

 

 

Serviços

Agenda - Março 2019

Do Se Te Qu Qu Se Sa
24 25 26 27 28 1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
31 1 2 3 4 5 6

Escola de Saúde Pública do Ceará - Av. Antonio Justa, 3161 - Meireles, Fortaleza-CE - Cep 60165-090

Fone: (85) 3101.1398 - Fax (85) 3101.1423 - E-mail: esp@esp.ce.gov.br - Twitter: twitter.com/espce

Horário de Funcionamento: Segunda-Feira a Sexta-Feira, das 08h00 às 12h00 e 13h00 às 17h00

© 2019 - Governo do Estado do Ceará. Todos os Direitos Reservados - Ver localização no mapa